Veículos adaptados: compra, isenções e manutenção

Publicado em: 17.junho.2015

Por: Acessibilidade na Prática

Há alguns anos, a aquisição de veículos por pessoas com deficiência tornou-se mais atrativa e acessível com a isenção de impostos como IPI, IOF, ICMS e IPVA. Para adquirir um carro com isenção de IPI e ICMS, o modelo escolhido deve custar no máximo R$ 70 mil, e o desconto com essas isenções pode chegar a 30%. Por outro lado, o desconto acaba se revertendo em custos com adaptação, onde o preço do conjunto de equipamentos pode variar entre R$ 5 mil e R$ 50 mil “aproximadamente”, podendo oscilar de acordo com as necessidades do beneficiário, tecnologia disponível nas lojas especializadas e se a pessoa com deficiência é ou não o condutor do veículo.



carro adaptado 2Foto: APAExone-se Rio



Já falamos aqui no blog todo o passo-a-passo na hora de comprar o veículo e solicitar a isenção junto aos órgãos competentes. Mas antes de iniciar o processo de adaptação, o proprietário necessita de uma autorização para “adaptação de acessibilidade” no órgão competente, que varia de município para município. O documento custa cerca de R$ 350 e autoriza a modificação do veículo.



carro adaptado 1Foto: Autoesporte



Depois de adaptado, o veículo deve passar por uma inspeção veicular em um órgão vistoriador homologado pelo INMETRO, que custa cerca de R$ 250. Por fim, o veículo precisa retornar ao Detran para complementar a documentação com “adaptação concluída”, o que vai custar aproximadamente de R$ 450.

Como a adaptação não influencia na mecânica ou parte elétrica do carro, a garantia do veículo continua vigente na concessionária da mesma maneira que um veículo padrão. O veículo pode passar por revisões normalmente e, como a adaptação não compromete os componentes mecânicos ou elétricos do carro, qualquer mecânico está apto para trocar peças, cabos de comando, cabo de embreagem, cabo de freio, trocar o óleo, etc. A manutenção da adaptação pode ser feita a cada 5 anos e vai custar cerca de R$ 400.

Nesse contexto, diversos fatores influenciam diretamente no alto custo para se adquirir um veículo e suas adaptações aqui no Brasil: alto preço dos veículos, alto preço das adaptações, carga tributária elevada, poucas opções de adaptações no mercado, falta de incentivo à indústria nacional (a maior parte dos equipamentos são importados) e precariedade dos serviços públicos (especialmente os prestados pelo Detran). Isso tudo sem mencionarmos a péssima qualidade do transporte público, o qual, se fosse eficiente e tivesse acessibilidade adequada, tornaria a aquisição de um carro uma das últimas prioridades das pessoas com deficiência.


Resumindo, mesmo com os incentivos fiscais, a mobilidade privada de um deficiente físico está longe de ser acessível a todas as camadas sociais. Para um veículo no valor do teto da cobertura da isenção, as adaptações, “em média”, podem custar o equivale a um terço do valor total do veículo. Para veículos populares, a adaptação pode custar quase o preço do bem em si. Além disso, a venda posterior do veículo pode ser comprometida caso as adaptações interfiram na sua estrutura.


Laryssa Caetano – Analista de Relacionamento do Grupo WTW

E-mail: [email protected]



4 ideias sobre “Veículos adaptados: compra, isenções e manutenção

  1. Gostaria de obter informações se para adaptar meu carro que já comprei usado eu preciso da habilitação especial para deficientes, resido na \região de Piracicaba onde posso adaptar meu carro

  2. Pingback: Comprar carro para criar um negócio | Dicas para empreender

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *