Torneiras

Publicado em: 27.março.2012

Por: Acessibilidade na Prática

Detalhes relacionados a torneiras não podem ser deixados de lado quando pensamos em acessibilidade. Além da questão mecânica de acionamento, é fundamental, quando for o caso, a identificação de qual torneira fornece água quente e qual fornece água fria.

Hóspede de hotel com menos de quatro estrelas tem de testar se a torneira de água quente do chuveiro fica no lado esquerdo ou no direito. Nos Estados Unidos ou na Europa não há dúvida: fica sempre no lado esquerdo. A regulamentação de construção assim o exige, e nenhuma obra é aprovada se não seguir o padrão. No Brasil temos uma norma parecida. (Fonte: Site do  Engenheiro Jerson Kelman)

Pesquisamos as Normas Brasileiras sobre hidráulica e não encontramos informações precisas sobre esta padronização. Caso alguém conheça melhor do assunto e queira compartilhar conosco, fique à vontade e utilize o espaço dos comentários.


Analisando a sinalização das torneiras acima, percebemos que ela é apenas visual, com a marcação HOT (em vermelho) e COLD (em azul). Assim, pensando numa sinalização com cores (vermelha para água quente e azul para água fria) e letras em relevo (“Q” e “F”), poderíamos entender que o problema da falta de padronização estaria resolvido. Mas e os deficientes visuais que não dominam o alfabeto e/ou Braille? E os turistas? Com certeza, seguir um padrão deixaria as torneiras mais acessíveis para todo o público.

Quando tratamos de  torneiras de lavatórios, a NBR 9050/2004 especifica que as mesmas devem ser acionadas por alavanca, sensor eletrônico ou dispositivos equivalentes. Quando forem utilizados misturadores, estes devem ser preferencialmente monocomandos. Lembrando que o comando da torneira deve estar a no máximo 0,50 m da face externa frontal do lavatório.


Com essas informações, vamos conferir alguns exemplos:


Esta torneira exige destreza nas mãos de quem for abrir ou fechar, ou seja, não é acessível.


O acionamento desta é feito por sensor, permitindo ser utilizada por qualquer pessoa.


torneira
Uma torneira esteticamente valorizada, porém nada acessível. Para sua abertura, o indivíduo necessita ter movimentos de mão íntegros.



Esta, com mecanismo de abertura por alavanca, é de fácil manuseio.


A torneira é acionada por mecanismo de pressão. Na foto, ela está sendo pressionada com as pontas dos dedos. Entretanto, quem não consegue realizar este movimento, pode acioná-la com o punho, por exemplo.


Maria Alice Furrer e Frederico Rios

Imagens da Internet



2 ideias sobre “Torneiras

  1. boa tarde !

    achei muito importante sua explicações de acessibilidade ate nas torneiras, gostaria de saber qual a especificação da torneira que posso utilizar na pia da cozinha que sai água quente por meio de aquecedor de Gás ??

    obrigado,
    Ivanil Loba

    • Ivanil, na verdade não existe um detalhamento técnico sobre a especificação ideal para que uma torneira seja acessível. O preconizado é que a torneira seja de fácil manuseio e acionamento, onde uma pessoa sem destreza e força nas mãos, por exemplo, consiga utilizá-la. Para que isso aconteça, a torneira deve ser automática, de botão ou de alavanca, desde que esses dois últimos tenham boa superfície de contato e não ofereçam muita resistência. Abraços!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *