Sinalização de emergência

Publicado em: 02.setembro.2012

Por: Acessibilidade na Prática

A sinalização de emergência é utilizada para indicar as rotas de fuga e saídas de emergência das edificações, dos espaços e do ambiente urbano, ou para alertar quanto a um perigo iminente.

Confiram abaixo exemplos deste tipo de sinalização e alguns detalhes de suas especificações:
Rotas de fuga e saídas de emergência devem ser sinalizadas com informações visuais e sonoras. E em saídas de emergência, alarmes sonoros e visuais devem ser instalados. Assim, deficientes visuais e auditivos serão atendidos.

A sinalização da foto acima não atende as especificações mencionadas anteriormente. Nela, observamos uma sinalização visual (de saída de emergência) estilizada e com baixo contraste, enquanto deveria ser simples e intuitiva. Isso faz com que nem todos consigam entender esta sinalização, sem contar que uma pessoa com deficiência visual não identificará esta informação.

 
Esta foto registra a parte interna de uma porta, com a sinalização visual de saída de emergência e, abaixo desta, uma placa em braille com as mesmas informações. Um detalhe importante é que a maçaneta não é acessível, já que é necessário destreza nas mãos para girá-la, dificultanto a saída rápida do local.

Os alarmes sonoros e luminosos não estão presentes. Os alarmes sonoros, bem como os alarmes vibratórios, devem estar associados e sincronizados aos alarmes visuais intermitentes, para alertar deficientes visuais  e auditivos.

 
Na NBR 9050/2004 é especificado que nas escadas que interligam os diversos pavimentos, inclusive nas de emergência, deve haver sinalização tátil e visual informando o número do pavimento. A mesma sinalização pode ser instalada nos corrimãos.

A foto acima registra o lado externo da porta de uma saída de emergência, que conta apenas com a sinalização visual, com os dizeres "saída de emergência". Não existe nenhum símbolo, o que dificulta ou até impossibilita a um anafalbeto ou turista entender que esta é a saída de emergência.

 
Recomenda-se que em quartos e sanitários de hotéis, instituições de idosos e hospitais sejam instalados telefones, campainhas e alarmes de emergência visuais, sonoros e vibratórios.

Na foto acima, o cordão vermelho com um botão na extremidade mais baixa, ao lado do vaso sanitário, é um alarme de segurança, onde o hóspede pode acioná-lo em caso de emergência.

Este post apontou apenas algumas especificações sobre sinalização de emergência. Entretanto, para garantir a segurança de TODOS, existem outros detalhes e normas que devem ser observados e aplicados rigorosamente.

 
Maria Alice Furrer

Fotos: Google Imagens e Arquivos do Acessibilidade na Prática
 

Uma ideia sobre “Sinalização de emergência

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *