Pisos com figuras tridimensionais

Publicado em: 15.dezembro.2016

Por: Acessibilidade na Prática

NBR 9050/2015 estabelece critérios de revestimento, inclinação e desnível para pisos.


Os materiais de revestimento e acabamento devem possuir superfície regular, firme, estável, não trepidante para dispositivos com rodas (carrinhos de bebê, andadores e cadeiras de rodas) e antiderrapante (sob qualquer condição: seco ou molhado).

Deve-se evitar a utilização de padronagem na superfície do piso que possa causar sensação de insegurança (como estampas, por exemplo, que pelo contraste de desenho ou cor, possam causar a impressão de tridimensionalidade).


pisoRevestimentos com cores intercaladas, como na foto acima, podem até possuir uma boa apresentação estética, mas muitas vezes provocam a sensação visual de alteração de profundidade, especialmente a pessoas com alguns tipos de baixa visão, causando assim uma certa confusão visual.



PISOOutro exemplo que pode causar confusão visual, onde um piso escuro forma uma figura em alto contraste com um piso claro. 


pisoFaixas pretas lado a lado sobre o piso branco, causando o efeito tridimensional e contrariando os critérios da norma técnica.


pisoNesta calçada, além da ideia tridimensional, os revestimentos da esquerda e da direita são diferentes, causando poluição visual.


Se todos os estabelecimentos atendessem os critérios básicos da norma técnica com relação aos revestimentos, teríamos espaços com condições de circulação muito mais acessíveis e esteticamente mais agradáveis.


Maria Alice Furrer

Fotos: Arquivos do Acessibilidade na Prática



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *