Mictórios acessíveis

Publicado em: 27.fevereiro.2013

Por: Acessibilidade na Prática

A norma técnica determina alguns critérios para tornar acessível a utilização de mictórios, ou seja, não precisa ser o Homem Aranha para conseguir usá-los!

Conheçamos a seguir os critérios que tornam os mictórios mais acessíveis. As próximas duas figuras foram retiradas da NBR 9050/2004.


mictorio aproximacao frontal
Para a utilização do mictório, deve ser permitida a aproximação frontal de homens com mobilidade reduzida e/ou em cadeira de rodas, como ilustrado respectivamente na figura acima.

mictorios exemplos nbr 9050 2004
A norma técnica determina que os mictórios supensos devem estar instalados a uma altura de 0,60 m a 0,65 m entre sua borda frontal e o piso acabado. O acionamento da descarga, quando houver, deve estar a uma altura de 1,00 m (conforme figura acima), exigindo leve pressão, sendo preferencialmente do tipo alavanca ou com mecanismos automáticos.

Mictórios podem ser suspensos ou de piso, sendo que os de piso devem seguir as mesmas recomendações dos mictórios suspensos.

O mictório deve possuir barras de apoio verticais, fixadas com afastamento de 0,60 m uma da outra, centralizadas pelo eixo da peça, a uma altura de 0,75 m do piso e comprimento mínimo de 0,70 m. Na prática, além de oferecer segurança e facilitar o uso dos mictórios, as barras não interferem na circulação interna do sanitário.

Vejamos alguns exemplos:



Na imagem acima, temos dois mictórios suspensos sem barras de apoio. Um detalhe positivo é o acionamento automático da descarga por sensor de presença. O mictório da direita está envolvido por um saco de lixo preto, provavelmente por estar com defeito.


Foto: GeekFail

Nesta imagem temos um exemplo de mictórios de piso, ou seja, que vão até o chão do banheiro. No caso acima também há o mecanismo de acionamento automático da descarga, assim como no exemplo anterior.


O mictório suspenso acima trata-se de um modelo “coletivo”, que pode ser utilizado simultaneamente por mais de uma pessoa. Este modelo não é mencionado na norma técnica, portanto não possui especificações próprias. Neste exemplo da foto, além de não haver barras de apoio, o acionamento da descarga requer destreza nas mãos.

Confiram outras informações sobre esse assunto no blog da Thais Frota.


Maria Alice Furrer e Frederico Rios



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *