Táxi Preto Acessível

Em fevereiro de 2013, experimentei o Táxi Acessível em São Paulo e relatei minha experiência aqui no blog. Hoje, quatro anos depois, pouca coisa mudou no serviço, inclusive o número de veículos disponíveis, todos do modelo Doblò.

Para minha surpresa, em fevereiro de 2017, ao chamar o primeiro táxi disponível na frente do hotel onde estava hospedado em São Paulo, fui atendido por uma unidade do Táxi Preto Acessível, um novo serviço de táxi adaptado oferecido na cidade de São Paulo desde o início de 2016 (acho que só eu ainda não sabia da novidade 😀 ). 


2017-02-17 20.18.09

De acordo com os próprios motoristas, a cooperativa possui uma frota de aproximadamente 250 veículos modelo Spin, todos adaptados para transportar cadeirantes sem a necessidade de desmontar ou descer de suas cadeiras de rodas.


Continue lendo

Embarques e desembarques do Brasil aos Estados Unidos

Em maio de 2014, tive a felicidade de conhecer a terra do “Tio Sam”, juntamente com meus pais e a Maria Alice.

Durante a viagem, que começou em Campo Grande (MS) e terminou em Nova Iorque, resolvemos registrar nossos embarques e desembarques nos aeroportos e dividirmos essa experiência com vocês, mostrando um pouco da minha realidade como cadeirante.

Antes das fotos, vamos à norma técnica que trata sobre a acessibilidade da pessoa com deficiência no transporte aéreo comercial, a NBR 14273/1999. Essa norma tem como objetivo estabelecer os padrões e critérios que visam proporcionar às pessoas com deficiência condições adequadas e seguras de acessibilidade autônoma ao aeroporto e às aeronaves das empresas de transporte aéreo público regular, regional e suplementar.

Essa norma técnica trata de várias especificações, mas neste post vamos nos atentar apenas aos embarques e desembarques.

É válido lembrar que em 2013 a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) publicou as novas regras sobre o acesso ao transporte aéreo de Passageiros com Necessidade de Assistência Especial (PNAE). O novo regulamento (Resolução nº. 280/2013) sobre os procedimentos relativos à acessibilidade foi submetido ao processo de audiência pública em 2012, com sessões presenciais em setembro, em Brasília, e em outubro, em São Paulo (Portal ANAC).


A ida…

Aeroporto Internacional de Campo Grande – embarque


fotoApós os trâmites para acessarmos a sala de embarque, nos apresentamos no portão indicado. Em seguida, ao iniciar o embarque, um funcionário da companhia me conduziu até a aeronave.

Geralmente o embarque das prioridades (pessoas com deficiência, gestantes, idosos, crianças desacompanhadas e outros) é realizado antes dos demais passageiros. Já no desembarque o procedimento é o inverso, ou seja, as prioridades desembarcam por último.


fotoNo Aeroporto Internacional de Campo Grande não há ambulift ou passarela telescópica (finger), os quais servem para conduzir os passageiros até o avião sem precisar subir ou descer escadas.

A NBR 14273/1999 afirma que, em caso de problema no funcionamento ou inexistência do sistema de elevação, a pessoa com deficiência deve ser transportada até a porta da aeronave por intermédio de funcionários treinados para esta atividade, de modo confortável e seguro. No caso desse aeroporto, notamos que não houve um treinamento específico para que os funcionários embarquem ou desembarquem os passageiros com conforto e segurança.


Continue lendo

Acessibilidade no Senzala Bar & Grill


Em uma visita à São Paulo, almoçamos no novo restaurante Senzala Bar & Grill, localizado na Praça Panamericana 99, Alto de Pinheiros. Como não podia ser diferente, conferimos alguns pontos da acessibilidade do local. Confira!

 
Presença de vaga para estacionamento de veículos que conduzam ou sejam conduzidos por pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. Esta vaga não possui sinalização vertical, somente a horizontal (Símbolo Internacional de Acesso pintado no chão). Entretanto, não há espaço adicional de circulação, ou seja, faixas amarelas ao lado da vaga com no mínimo 1,20m de largura. A faixa branca ao lado desta vaga funciona, na verdade, para impedir o estacionamento de veículos em frente ao acesso principal do restaurante. 

Na entrada da vaga existe um poste de luz e uma lixeira, dificultando ou até impedindo o acesso de veículos. Por isso, o táxi estacionou na frente do acesso principal do restaurante, ao lado da vaga reservada, para que fosse possível a descida do cadeirante.
 
Continue lendo

Sanitário acessível – Go Inn Jaguaré Hotel

Este é o banheiro do apartamento acessível do Go inn Jaguaré Hotel, localizado na Avenida Jaguaré 1664, em São Paulo – SP.
 
 
É recomendável que as portas, quando estiverem em rotas acessíveis, tenham na sua parte inferior, inclusive no batente, revestimento resistente a impactos provocados por bengalas, muletas e cadeiras de rodas, até a altura de 0,40 m a partir do piso.
 

Continue lendo

Acessibilidade no Parque Villa-Lobos, em São Paulo – SP

O Parque Villa-Lobos, localizado no Bairro de Alto dos Pinheiros, em São Paulo, abrange uma área de 732 mil m² e possui ciclovia, quadras, campos de futebol, “playground” e bosque com espécies de Mata Atlântica, além de outras áreas de lazer, esporte e cultura. (Fonte: Site da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo)
 
Esta é a entrada principal do Parque Villa-Lobos. A fonte e a cor do letreiro com o nome do parque têm tamanho e contraste destacantes, permitindo boa visualização. Como visitamos o parque durante o dia, não foi possível verificar se o letreiro é retroiluminado.

Continue lendo

Elevadores de dois shoppings de São Paulo

Elevadores do Shopping Pátio Paulista, localizado na Rua Treze de Maio 1947, em São Paulo – SP
 
Nesta foto, podemos observar a presença de piso tátil de alerta junto às portas dos elevadores em cor contrastante com a do piso, como estabelece a NBR9050. Porém, o acesso ao comando externo do elevador não é acessível, já que existe um cesto de lixo logo abaixo, não permitindo a aproximação frontal de um cadeirante, por exemplo.
 
Continue lendo