Continuidade da “Multa Moral”

Em outubro de 2014, fizemos um financiamento coletivo para arrecadar o dinheiro necessário para custear 2000 bloquinhos (100.000 multas). A meta do financiamento era de R$ 7.000,00, pois, além dos R$ 5.200,00 para a confecção do material gráfico, tínhamos de arcar com a comissão do site de financiamentos (13%), camisetas para os doadores e despesas com Correios. Na época, além de termos atingido a meta do financiamento, a gráfica nos presenteou com mais 1000 bloquinhos, ou seja, aplicamos quase 150.000 multas em um ano!


multa mora ribeirao das neves fabio wanderson

Foto: Fábio Wanderson



No decorrer de 2015, a “Multa Moral” se estabeleceu oficialmente em mais de 30 cidades brasileiras, envolvendo estudantes, profissionais, empresas, associações, entusiastas da acessibilidade e pessoas com deficiência. Essa união de forças deu corpo e visibilidade à iniciativa, despertando, inclusive, interesse por parte das imprensas locais e nacional.

Além dos excelentes frutos colhidos, adquirimos várias experiências com todo esse trabalho, das quais queremos ressaltar três:

Continue lendo

Veículos adaptados: compra, isenções e manutenção

Há alguns anos, a aquisição de veículos por pessoas com deficiência tornou-se mais atrativa e acessível com a isenção de impostos como IPI, IOF, ICMS e IPVA. Para adquirir um carro com isenção de IPI e ICMS, o modelo escolhido deve custar no máximo R$ 70 mil, e o desconto com essas isenções pode chegar a 30%. Por outro lado, o desconto acaba se revertendo em custos com adaptação, onde o preço do conjunto de equipamentos pode variar entre R$ 5 mil e R$ 50 mil “aproximadamente”, podendo oscilar de acordo com as necessidades do beneficiário, tecnologia disponível nas lojas especializadas e se a pessoa com deficiência é ou não o condutor do veículo.



carro adaptado 2Foto: APAExone-se Rio



Já falamos aqui no blog todo o passo-a-passo na hora de comprar o veículo e solicitar a isenção junto aos órgãos competentes. Mas antes de iniciar o processo de adaptação, o proprietário necessita de uma autorização para “adaptação de acessibilidade” no órgão competente, que varia de município para município. O documento custa cerca de R$ 350 e autoriza a modificação do veículo.



Continue lendo