Casa Cor MS 2014

A Casa Cor – uma das mais importantes mostras de arquitetura, decoração e paisagismo do Brasil – teve sua edição em Mato Grosso do Sul entre os dias 02 de agosto e 14 de setembro de 2014, na cidade de Campo Grande.

O evento, cujo o tema foi “Um olhar muda tudo”, foi montado em um prédio que é parte do Hospital do Câncer. A parte estrutural do local ainda estava “crua”, e a mostra contou com a criatividade dos participantes para tornar o evento possível.


Bem como na última edição em Mato Grosso do Sul (2011), visitamos a mostra em busca de “novidades acessíveis” e também para verificar as condições de acesso dos visitantes.

Entre as tecnologias que facilitam de alguma forma a vida das pessoas com deficiência, destacamos a iluminação controlada por tablet e o sanitário funcional com a caixa acoplada embutida na parede. Pode parecer pouco, mas temos de lembrar que não se trata de uma “feira especializada” em soluções para acessibilidade. Entretanto, entendemos que “qualquer” pessoa tem o direito de visitar a mostra, e é basicamente isso que iremos conferir a seguir.



imagemA Casa Cor não possuía estacionamento próprio. Assim, a maneira mais fácil de desembarcar foi estacionando do outro lado da rua, já que o “cadeirante do blog” estava como passageiro.

Por se tratar de um espaço cedido, os organizadores tiveram de se adaptar ao local. Entendemos que não havia como viabilizar um estacionamento para os visitantes, mas seria viável capacitar os recepcionistas para orientar e ajudar as pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida a descer do carro e chegar à entrada do evento.


Continue lendo

Bebê a bordo!

Se a maioria dos bebês for como o meu filho João Miguel, quanto mais “emoção”, mais carrinho balançando, mais empinadas para subir as guias e mais desviadas de buracos, melhor será a “aventura” e depois mais fácil pegar no sono. Costumo até brincar quando estou com ele no colo dizendo: “Acho que você está com saudade das ruas e calçadas de Campo Grande. Papai vai balançar você”.


Sendo assim, preferi descrever algumas situações utilizando fotos que mostram a visão dos pais, pois se fosse sob a ótica dos bebês, eu teria que escrever para um blog de aventura.

Como moramos num apartamento no Centro da cidade, geralmente fazemos compras e resolvemos nossas pendências a pé mesmo. No momento em que estamos saindo do prédio com o João Miguel, minha esposa e eu já começamos a pensar: “Qual lado da rua é melhor para andar? Quais cruzamentos são mais fáceis de atravessar? Onde as calçadas são melhores e não estão interditadas? Qual caminho possui mais sombra para o sol não bater no rosto do João Miguel?”. E assim iniciamos nosso passeio.

Mesmo com um certo planejamento, enfrentamos alguns probleminhas de acessibilidade durante nossa jornada, os quais – pelo menos os principais – compartilho hoje com vocês. 

Algumas observações do passeio:

 

Foto 01

Foto 1

Foto 1 – Este tipo de piso, por ser muito irregular, provoca grande trepidação no carrinho e gera muito desconforto ao bebê. Além disso, há o risco de as rodas travarem em alguns pontos. Nesse dia, estávamos utilizando um carrinho do tipo “guarda-chuva”, que facilita a locomoção e suaviza a trepidação. Se estivéssemos num carrinho do modelo “travel system”, o desconforto seria ainda maior.


Continue lendo

Estátua da Liberdade

A Estátua da Liberdade é, sem dúvida, o maior símbolo de Nova Iorque e dos Estados Unidos. Ela fica situada na Liberty Island e seu acesso é feito por meio de balsas. (NovaYork.com)

IMG_3392
Presente da França aos Estados Unidos, a estátua representa Libertas, a Deusa Romana da Liberdade, que segura uma tocha e uma “tabula ansata” (tábua de leis), na qual está gravada a data da Independência dos Estados Unidos, 4 de julho de 1776. (NovaYork.com)

Nossa “turma” teve a oportunidade de conhecer alguns pontos turísticos de Nova Iorque, justamente no Memorial Day, feriado nos Estados Unidos. Um dos locais que não poderíamos deixar de visitar era a Estátua da Liberdade, e neste post vocês poderão conferir alguns detalhes sobre a acessibilidade desse passeio, mas vale lembrar que nós nos baseamos nas normas brasileiras para analisar as estruturas.


Continue lendo

Iluminação x acessibilidade

Lendo o livro “Desenho Universal – Caminhos da Acessibilidade no Brasil”, mais precisamente no capítulo 4, achei o texto “A influência da iluminação nos ambientes acessíveis – identificando barreiras” muito interessante.

Será que já paramos para analisar a importância da iluminação na acessibilidade dos ambientes? Pensando nisso, vou compartilhar com vocês alguns pontos desse texto, os quais, inclusive, já mencionamos algumas vezes aqui no blog. 

Existem diferentes tipos de barreiras no nosso cotidiano que acabam interferindo negativamente na mobilidade das pessoas. As barreiras lumínicas também devem ser exploradas por afetarem diretamente ambientes acessíveis, e são causadas pelo excesso, falta ou defeito da iluminação dos espaços.


IMG

A foto acima demonstra que o excesso de iluminação natural do local ofusca a visão. Esse fator, juntamente com a sinalização inadequada da rampa e da escada, dificulta ainda mais a utilização dessas estruturas.

Conhecendo as barreiras lumínicas, torna-se mais fácil combatê-las. O texto mencionado anteriormente faz algumas recomendações para que um projeto de iluminação seja acessível:

Continue lendo

Orientações às pessoas com deficiência sobre as Eleições 2014

As eleições gerais estão se aproximando e nessa hora lembramos que temos de regularizar nosso título eleitoral. Por conta das eleições que acontecerão em outubro, o cadastro eleitoral é encerrado 151 dias antes, data que, neste ano, será em 7 de maio. Esse prazo vale para todos os eleitores, tenham ou não deficiência. Por isso, aí vão algumas dicas:


TRE acessibilidadeImagem: TRE-SP


O dia 7 de maio é o prazo fatal para solicitação à Justiça Eleitoral de alistamento eleitoral (1ª via do título de eleitor), transferência de domicílio eleitoral (mudança de uma cidade para outra), alteração do local de votação, correções de dados e regularização em geral. Para a solicitação de quaisquer dessas operações, é necessária a apresentação de documento oficial com foto (acompanhado de fotocópia) e comprovante de residência. Para os homens com 18 anos ou mais também é preciso apresentar quitação com o serviço militar em caso de 1ª via do título.

Continue lendo

A acessibilidade como instrumento de proteção dos direitos fundamentais

 

Primeiramente, cabe esclarecer o que são Direitos Fundamentais. Segundo o autor Alexandre de Moraes, direitos fundamentais podem ser definidos como:

 

O conjunto institucionalizado de direitos e garantias do ser humano, que tem por finalidade básica o respeito à sua dignidade, por meio de sua proteção contra o arbítrio do poder estatal e o estabelecimento de condições mínimas de vida e desenvolvimento da personalidade humana. (MORAES, Alexandre de. Constituição do Brasil Interpretada e legislação constitucional. 7ª ed. Atlas: São Paulo, 2007)

 



Ademais, os direitos fundamentais estão dispostos na Constituição Federal do Brasil de 1988, mais precisamente em seu artigo 5º, que diz:

 

Art. 5º – Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes: (…)

 

Continue lendo