Publicado em: 26.abril.2017

Por: Acessibilidade na Prática

Seguidora (membro da equipe): Maria Alice Furrer Matos Rios
Twitter:[email protected]
Data da foto: 26/04/2017
Local: Avenida Ricardo Brandão, quase esquina com a Rua Bahia, Campo Grande – MS.
Descrição: Situação recorrente na cidade: vegetação (árvore) invadindo a calçada, prejudicando a faixa livre para pedestres. Uma simples poda resolveria o problema.



Leia Mais

Publicado em: 25.abril.2017

Por: Acessibilidade na Prática

Seguidor (membro da equipe): Diego Rios
Twitter: @dr_diegorios
Data da foto: 19/04/2017
Local: Novo prédio da Justiça do Trabalho, Rua Jornalista Belizário Lima, 418, Campo Grande – MS.
Descrição: O piso tátil de alerta está instalado incorretamente, pois nos pontos onde há uma placa deveria haver quatro delas. É um erro pequeno mas que foge à regra, podendo causar confusão aos usuários.



Leia Mais

Publicado em: 24.abril.2017

Por: Acessibilidade na Prática

Muitos empresários brasileiros enxergam a acessibilidade com maus olhos, evitando adequar seus estabelecimentos com as mais diversas “justificativas”: prejuízo no layout, alto custo, inviabilidade, baixa demanda e por aí vai.

Pensando nisso, em fevereiro de 2017, o Sebrae MS lançou a Cartilha Negócios Acessíveis, uma iniciativa para estimular e orientar empreendedores a tornarem seus negócios acessíveis a todos, demonstrando que é viável e lucrativo investir em acessibilidade!




Além do material impresso, o Sebrae produziu quatro vídeos para ilustrar e divulgar a ideia da cartilha, nos quais pude participar e dar uns pitacos 😀 . Para assistir os vídeos, clique aqui.

Parabéns pela iniciativa, Sebrae MS! As pessoas com deficiência não precisam de olhares piedosos, mas de condições para participar dignamente da sociedade, trabalhando, consumindo, usufruindo de serviços e gerando riqueza para o nosso país.


Frederico Rios


Leia Mais

Publicado em: 19.março.2017

Por: Acessibilidade na Prática

Seguidor: Marcos da Guarda
E-mail:[email protected]
Data da foto: 16/03/2017, entre 12:00 h e 14:00 h.
Local: Rua Célio de Castro 79, em frente ao CIEE, Floresta, Belo Horizonte – MG.
Descrição: Veículo estacionado indevidamente em uma vaga reservada para pessoas com deficiência.

20170316_133243-1 edit

Leia Mais

Publicado em: 12.março.2017

Por: Acessibilidade na Prática

Seguidor: Fernando Diegues Neto
E-mail:[email protected]
Data das fotos: 04/03/2017
Local: Em algum lugar de Theobroma – RO.
Descrição: Nesta parte da cidade existem várias placas com o Símbolo Internacional de Acesso, porém não estão sinalizando coisa alguma. “Aparentemente”, essas placas seriam para sinalizar a presença de rebaixamentos de guia, mas nem calçada existe nesses locais, dificultando a passagem até mesmo de pessoas sem nenhuma dificuldade de locomoção.

Theobroma (5)
Theobroma (8)
Theobroma (1)
Theobroma (4)

Leia Mais

Publicado em: 07.março.2017

Por: Acessibilidade na Prática

Seguidor: Fernando Diegues Neto
E-mail:[email protected]
Data das fotos: 01/03/2017
Local: Em algum lugar de Ji-Paraná – RO.
Descrição: Nos dois lados desta rua, a qual é revestida de lajotas, há rebaixamentos de guia sinalizados por placas, algo caro e desnecessário, já que não é exigido pela norma técnica de acessibilidade. Além disso, caso um cadeirante, por exemplo, consiga atravessar a rua e subir em algum desses rebaixamentos, não conseguirá transitar pela calçada, pois as próprias placas atrapalham a passagem. A ausência de faixas de pedestres e a presença de vegetação em alguns trechos das calçadas também dificultam a circulação. Nitidamente houve desperdício de dinheiro (provavelmente público) neste local.

 

2
3
5
6
8

 

Leia Mais

Publicado em: 05.março.2017

Por: Acessibilidade na Prática

Seguidor (membro da equipe): Diego Rios
Twitter: @dr_diegorios
Data da foto: 25/02/2017
Local: Estacionamento na frente de uma agência do Sicredi, Rua 13 de Maio, 843, esquina com a Rua João Pedro de Souza, Campo Grande – MS.
Descrição: Todas as vagas deste estacionamento, inclusive a vaga reservada para pessoas com deficiência, estão com sinalizações horizontais sobrepostas (marcações mais recentes sobre as mais antigas), prejudicando a identificação e a limitação visual dos espaços das vagas. Além disso, a vaga reservada possui sinalização horizontal (pintura no chão) toda em amarelo e não conta com sinalização vertical (placa), desobedecendo os critérios técnicos e prejudicando sua utilização.

IMG_7833

Leia Mais