Publicado em: 20.junho.2011

Por: Acessibilidade na Prática

Seguidora: Larissa Santos
Cidade: João Pessoa – PB / Natal – RN
Contato: Twitter: @larissansns
 
Local da foto: Estacionamento de uma loja de eletrodomésticos na Av. Engenheiro Roberto Freire, Natal – RN
Data: 19/05/2011
Descrição: Em Natal, a “supermoda” é colocar piso tátil nas calçadas. Infelizmente, o fazem como querem e a fiscalização deixa a desejar, terminando definido pelos deficientes visuais da cidade como “piso exterminador de cegos”. O estacionamento desta loja foi todo revestido com uma “lajota tátil de alerta”, a vaga reservada está sinalizada horizontalmente e verticalmente (por uma placa atrás dos refrigeradores), a faixa de travessia é uma faixa amarela que leva até uma rampa que, por sua vez, não dá acesso à loja, pois está impedida por aparelhos de som.  Não existe faixa livre para o pedestre nesta calçada.
 
 
 

(mais…)

Leia Mais

Publicado em: 16.junho.2011

Por: Acessibilidade na Prática

Seguidor: Roberto Ajala
E-mail: [email protected]

Descrição: Registrei esta foto na tarde do dia 14/06/2011, na rua Dr. Arthur Jorge 1060, em frente a uma agência dos Correios, em Campo Grande, MS. Além de estacionar o carro por mais de 30 minutos em uma vaga para deficiente físico, o funcionário da empresa ainda parou praticamente em cima do piso tátil para deficientes visuais, que dá acesso ao prédio.

 
 
 
Leia Mais

Publicado em: 15.junho.2011

Por: Acessibilidade na Prática

Quem já procurou, sabe como é difícil encontrar um hotel acessível e que atenda a todas as suas outras exigências (internet, café da manhã, vista para o mar, etc.). Normalmente, priorizamos a acessibilidade já que, “pelo menos”, ela permite a sua hospedagem. Como qualquer outro estabelecimento, o hotel acessível (e nem preciso dizer que me refiro a 100% acessível) ainda é caso raro. Mas, pelo progresso do empreendimento em atender à NBR 9050 e por toda estrutura realmente existente no local, venho mostrar os bons exemplos de acessibilidade encontrados em um hotel da cidade de Natal, no Rio Grande do Norte. Peço licença para desprender um pouco da norma, só pra mostrar que boas práticas e conscientização fazem uma grande diferença na vida de quem precisa delas.
 
Logo na entrada, percebemos que a pintura das vagas reservadas foi recentemente reforçada com o símbolo de acessibilidade (notem que a cadeira de rodas ganhou aerofólio) e a sinalização vertical está fora da norma, mas observa-se que eles utilizam uma faixa adicional para cada vaga; essas não são as únicas vagas reservadas, existem duas próximas a cada entrada do hotel, totalizando 8. O piso é nivelado até o hall do hotel, não necessitando de guia rebaixada. Lembrando que as faixas da travessia não estão em cores contrastantes.
 
 
(mais…)
Leia Mais

Publicado em: 12.junho.2011

Por: Acessibilidade na Prática

Este é o sanitário feminino da "Água Doce Cachaçaria, Comidas e Bebidas Típicas do Brasil", situada na Rua José Antônio 194, em Campo Grande – MS. 
 
 
 
Apesar de não estar ilustrado na foto, o sanitário feminino não está sinalizado adequadamente, ou seja, não possui o símbolo internacional de sanitário. A entrada é estreita e  não há área de giro para uma cadeira de rodas.
 
Este é o primeiro boxe do sanitário e não há nenhuma adaptação estabelecida pela NBR9050.
 

(mais…)

Leia Mais

Publicado em: 09.junho.2011

Por: Acessibilidade na Prática

Este ponto de ônibus fica na Avenida Fernando Corrêa da Costa, esquina com a Rua 13 de Maio, no centro de Campo Grande – MS. Estas vias possuem intenso tráfego de veículos e ônibus, além de existir uma escola nesta quadra, ou seja, em determinados horários, há um grande fluxo de pedestres e veículos neste local.
 
 

 

 

Como vários outros na cidade, este ponto de ônibus não possui composição de sinalização tátil de alerta e direcional, a qual garante a segurança e a orientação dos deficientes visuais. A sinalização tátil de alerta deveria ser instalada ao longo do meio fio, e o piso tátil direcional demarcando o local de embarque e desembarque, como ilustra a figura abaixo:

 

(mais…)

Leia Mais

Publicado em: 07.junho.2011

Por: Acessibilidade na Prática

McDonald's é uma empresa responsável por uma rede internacional de lanchonetes, cuja atividade é conhecida como fast food, sendo a 2ª maior rede do mundo na área citada, perdendo apenas para a rede de fast food Subway. A expressão também se refere à marca desta empresa, a qual a transcende e revela-se inserida na cultura de massas contemporânea. A rede foi fundada em abril de 1955, em Illinois, nos Estados Unidos. Atualmente ela vende cerca de 190 hambúrgueres por segundo no mundo, sendo que uma nova loja é inaugurada a cada dez horas.
 
Entre 1955 e 1993, as suas 14 mil lojas venderam 80 bilhões de sanduíches. Juntamente com marcas como Coca-Cola, o McDonald's é considerado um dos mais disseminados símbolos do capitalismo internacional. Seu produto mais famoso é o sanduíche conhecido como Big Mac. (Wikipédia, acessado em 07/06/2011)
 
Em Campo Grande – MS, o McDonald's conta com duas lojas: uma no Shopping Campo Grande (Av. Afonso Pena 4909) e outra  mais no Centro da cidade, na Av. Afonso Pena 1620.
 
O Acessibilidade na Prática avaliou as condições de acesso na lanchonete do Centro. Confira!
 
 
Estacionamento – vaga reservada
 
– Presença de vaga para estacionamento de veículos que conduzam ou sejam conduzidos por pessoas com deficiência;
 
– Não há sinalização horizontal (Símbolo Internacional de Acessibilidade pintado no chão);
 
– Existe o espaço adicional de circulação (faixas brancas ao lado da vaga), porém, além de estar incorretamente sinalizado (as faixas deveriam ser amarelas), este espaço está sendo ocupado por motos. Estas motos dificultam a entrada e saída do deficiente, o que poderia ser evitado, pois há um segurança no estacionamento;//
 
– A sinalização vertical está presente, porém está incorreta. Além de a placa com o Símbolo Internacional de Acessibilidade ter baixo contraste, está entre os arbustos, dificultando sua identificação. Este estacionamento deveria possuir uma placa indicando vaga reservada fora da via pública. /
 
(mais…)
Leia Mais

Publicado em: 05.junho.2011

Por: Acessibilidade na Prática

Segundo a NBR9050, quando existirem obras sobre o passeio (faixa livre de circulação), elas devem ser adequadamente sinalizadas e isoladas, garantindo a segurança e o livre acesso de todos os pedestres.
 
A sinalização deve garantir uma largura mínima de 1,20 m para a livre circulação. Se isso não for possível, deve ser feito um desvio pelo asfalto, onde o pedestre poderá continuar seu trajeto sem circular dentro da obra.
 
O desvio, quando necessário, é feito pela rua através de uma rampa provisória, com largura mínima de 1,00 m e inclinação máxima de 10%. A figura abaixo demonstra o correto exemplo de rampas de acesso provisórias:
 
Rampas de acesso provisórias (ABNT NBR 9050, segunda edição, 31/05/2004)
 

(mais…)

Leia Mais