Publicado em: 18.outubro.2016

Por: Acessibilidade na Prática

Seguidora (membro da equipe): Maria Alice Furrer Matos Rios
Twitter: @marialiceff
Data da foto: 18/09/2016
Local: Rua Padre João Crippa, entre as ruas Maracaju e Cândido Mariano, Campo Grande – MS.
Descrição: Caixa móvel de lixo alocada sobre o piso tátil da calçada, atrapalhando a sinalização no piso e estreitando a passagem de pedestres.

img_9736

Leia Mais

Publicado em: 16.outubro.2016

Por: Acessibilidade na Prática

Seguidora: Maria Lea Araujo Russo
E-mail: [email protected]
Data da foto: 03/10/2016
Local: Rua Capitão Salomão nº 11, em frente ao Centro Médico Botafogo, Rio de Janeiro – RJ.
Descrição: Neste local, há poucas vagas de estacionamento reservadas para pessoas com deficiência, e como se não bastasse, uma caçamba de entulhos foi alocada sobre uma das vagas! Sem comentários!


img_2260

Leia Mais

Publicado em: 05.outubro.2016

Por: Acessibilidade na Prática

Em 2013, fizemos um post sobre piso tátil em rampas, usando como exemplo algumas fotos do nosso arquivo e as analisando segundo a NBR 9050/2004. Com a chegada da NBR 16537/2016, que trata especificamente de sinalização tátil no piso, temos uma maior referência e algumas mudanças nos critérios dessa sinalização para rampas e escadas.


Piso tátil de alerta

O piso tátil de alerta deve ser instalado no início e no término de escadas fixas (com ou sem grelhas), degraus isolados, escadas, esteiras rolantes e rampas fixas com inclinação superior ou igual a 5%.

Pegando uma rampa como exemplo, a figura abaixo, retirada da norma técnica, mostra como deve ser a sinalização tátil de alerta, que pode medir entre 0,25 m e 0,60 m na base e no topo da rampa com inclinação maior ou igual a 5%. Na base não pode haver afastamento entre a sinalização tátil e o início do declive. No topo, a sinalização tátil pode afastar-se de 0,25 m a 0,32 m do início do declive. Rampas com inclinação menor que 5% não precisam ser sinalizadas.

rampa alerta

(mais…)

Leia Mais

Publicado em: 04.outubro.2016

Por: Acessibilidade na Prática

Seguidor (membro da equipe): Diego Rios
Twitter: @dr_diegorios
Data da foto: 14/09/2016
Local: Uni Açaí, Rua Dom Aquino 2208, Campo Grande – MS.
Descrição: O Uni Açaí possui uma vaga de estacionamento reservada para pessoas com deficiência, localizada entre a calçada e o prédio, porém o próprio estabelecimento a utiliza para acomodar mesas e cadeiras para seus clientes.

uni-acai

Leia Mais

Publicado em: 02.outubro.2016

Por: Acessibilidade na Prática

Seguidora (membro da equipe): Maria Alice Furrer Matos Rios
Twitter: @marialiceff
Data das fotos: 10/09/2016
Local: Rua Piratininga, esquina com a Rua Osvaldo Cruz, Campo Grande – MS.
Descrição: Apesar de possuir piso tátil e rebaixamentos de guia, a calçada desta esquina é muito estreita e possui revestimento irregular.

piratininga-x-osvaldo-cruz-4
piratininga-x-osvaldo-cruz-5

Leia Mais

Publicado em: 28.setembro.2016

Por: Acessibilidade na Prática

O Cartório do 1º Ofício de Notas de Campo Grande (MS), Cartório Tomazoni, fica localizado na Rua Euclides da Cunha 140, Jardim dos Estados.

Confira neste post alguns detalhes do acesso ao prédio.


rampa escadaNas edificações e equipamentos urbanos, todas as entradas devem ser acessíveis, bem como as rotas de interligação às principais funções do edifício. Assim, podemos dizer que o acesso do estabelecimento contempla essa especificação da norma técnica, já que possui uma escada associada a uma rampa na sua entrada principal. Entretanto, não basta apenas que o prédio disponha de tais estruturas, mas elas precisam ser realmente acessíveis.

Iniciando pela escada, por se tratar de uma escadaria com largura superior a 2,40 m, há um corrimão intermediário, ou seja, entre os corrimãos bilaterais, atendendo aos critérios técnicos.

(mais…)

Leia Mais

Publicado em: 27.setembro.2016

Por: Acessibilidade na Prática

Seguidor: Alessandro Fernandes
Twitter: @BlogCadeirante
Data das fotos: 07/07/2016
Local: Rua Sergipe, esquina com a Rua Gonçalves Dias, Belo Horizonte – MG.
Descrição: 
1ª Foto: Rebaixamento de guia com um degrau quase “invisível”, mas que pode causar quedas de cadeirantes. À direita do rebaixamento, mais ao fundo, há uma tampa de inspeção escorregadia, uma grelha de metal com vãos largos e uma corrente no chão (deixada pelos responsáveis do bar da esquina), atrapalhando a circulação e oferecendo riscos de queda aos pedestres. À esquerda do rebaixamento, também ao fundo, há buracos e uma tampa de bueiro desnivelada com a calçada, dificultando a passagem das pessoas, especialmente as com dificuldade de locomoção;
2ª Foto: Grelha de metal mal conservada e com vãos largos no sentido do fluxo de pedestres, podendo causar acidentes;
3ª Foto: Grelha de concreto com vãos largos, onde um cadeirante pode facilmente cair com a roda dianteira da cadeira de rodas e sofrer uma queda. Essa grelha está localizada sobre a calçada, à frente do rebaixamento de guia.


20160707_155213
20160707_155037
20160707_155056

Leia Mais