Flagrante – Diego Rios

Publicado em: 29.fevereiro.2012

Por: Acessibilidade na Prática

Seguidor (membro da equipe): Diego Rios
Twitter: @DiegoRios_real
Data da foto: 26/01/2012
Local: "Campus" da UFMS em Campo Grande – MS
Descrição: A estrutura da UFMS é bastante precária, especialmente no que toca à acessibilidade, como se percebe pelas calçadas, todas elas como a mostrada no lado direito da foto abaixo. Porém, algumas obras de melhoria estão sendo executadas, como faixas de pedestre elevadas associadas a rampas de acesso à travessia da pista oposta. A angulação da rampa ilustrada no lado esquerdo da foto não pôde ser aferida no momento, mas aparentemente é suave, acompanhada de corrimão nos dois lados. A ressalva está na ausência de sinalização tátil tanto no solo quanto no corrimão, tornando-se um empecilho ao trânsito de deficientes visuais.
 


 


Uma ideia sobre “Flagrante – Diego Rios

  1. Na verdade a UFMS foi uma das instituições pioneiras em Campo Grande em relação à "remoção de barreiras arquitetônicas" – que era o termo que se usava na época, lá pelos idos dos anos 1978, 79 – porque havia um professor (o qual não me recordo o nome no momento, que conheci pessoalmente, já falecido) que era cadeirante e havia então a necessidade de promover acesso para ele dar aulas. Entretanto as normas técnicas ainda não estavam estabelecidas e se executavam obras no interior do campus que não ofereciam segurança e conforto. A UFMS também promoveu na época o início do paradesporto, com natação na piscina olímpica e nas quadras do Moreninho, gratuitamente para atletas com deficiência da ADFMS – Associação dos Deficientes Físicos de Mato Grosso do Sul, que também já não existe. O 1º técnico do time de basquete em cadeiras de rodas era o Profº Ari Bittar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *