Scooter elétrico em supermercados

Publicado em: 19.março.2013

Por: Acessibilidade na Prática

Numa tarde de sábado, fui fazer algumas compras no Hipermercado Walmart, localizado na Avenida Mato Grosso 1959, em Campo Grande (MS). Depois de comprar alguns presentes, fui até o setor onde são feitos os embrulhos. Neste setor, também são disponibilizados serviços como fornecimento de nota fiscal, troca de mercadorias e empréstimo de cadeiras de rodas e scooter elétrico.

 
Atrás destes engradados de cerveja (centro-esquerdo da foto) estão as cadeiras de rodas e o scooter disponibilizados pelo estabelecimento. Os clientes são atendidos no balcão (lado direito da foto).
 
 
Durante a espera na fila, conheci uma pessoa muito simpática, a Andresa, que estava esperando para pegar emprestado o scooter e realizar suas compras. Ela precisa deste equipamento pois teve sua perna esquerda amputada e, como ainda não se adaptou à prótese, faz o uso de muletas canadenses.
 
Até aí tudo bem. Muito legal a iniciativa do supermercado de oferecer este tipo de equipamento aos clientes, mesmo não sendo exigido por lei. Porém, depois de esperar na fila e se programar, Andresa não pôde utilizar o scooter porque estava sem bateria, sendo obrigada a desistir das compras.

 
Este é o scotter que estava sem bateria. E mesmo depois do ocorrido com a cliente, nenhum funcionário teve a atitude de colocá-lo para carregar.
 
Sem dúvida, disponibilizar cadeira de rodas e scotter facilita muito a vida dos clientes com alguma dificuldade de locomoção. Entretanto, já que o supermercado oferece este serviço, a administração deveria tentar evitar esse tipo de imprevisto. Imagine você programar suas compras contando com o equipamento e, chegando ao local, ele simplesmente não está disponível? Situações como essa geram transtornos e constrangimentos.
 
 
Maria Alice Furrer
 

 


2 ideias sobre “Scooter elétrico em supermercados

  1. tudo  é  bem  vindo  em  prol  as  nossas  necesidade,  mas  requer  toda  uma  uma  equipe  preparada  para  não  acontecer  o  transtorno,  sabemos  que  não  é  obrigatorio,  mas  se  posto  disposição  agradecemos  esse  Empresario,  mas  tudo  acontece  e  pode  melhorar,  vamos  dar  voto  por  essa  falha.

  2. Legal a iniciativa de usar seu blog para  alertar as redes de supercado para aquisição deste tipo de materiral e, sobretudo, cuidar de sua manutenção. Infelizmente, com a frenesi do mundo hodierno, por muitas vezes vivenciamos situações semelhantes e não tomamos atitude, apenas saímos indignados…quando muito tecemos alguns comentários com amigos mais proximos…E, isso é muito pouco…O seu relato exemplifica que podemos aproveitar as oportunidades do cotidiano para consicentizar a população sobre o direito a acessibilidade. Fiquemos, pois, atentos.
    Leni/ Paranaíba~-MS
     

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *