Pequenas alterações no curral

Publicado em: 12.dezembro.2012

Por: Acessibilidade na Prática

Olá pessoal!

Bom, hoje farei um relato mais informal, contando uma experiência familiar.

Apesar da idade já avançada, meus avós ainda são muito ativos e fazem questão de trabalhar. Eles moram na fazenda e, para a lida com o gado, utilizam o curral (mangueiro). Porém, devido à mobilidade reduzida provocada pelo avanço da idade, foram necessárias algumas modificações neste ambiente para garantir autonomia, segurança e conforto a eles.

Não quero detalhar aqui quesitos da NBR 9050/2004, até porque nela não há itens relacionados especificamente a currais. Também não vou me atrever a falar da parte técnica da construção de um curral. Entretanto, vou utilizar alguns pontos da norma técnica (que atendem qualquer situação) para descrever algumas pequenas mudanças que facilitaram bastante o trabalho dos meus avós.

 
Quando fotografei o curral, a reforma ainda estava sendo executada. É por isso que existem alguns materiais de construção espalhados pelo local.

Para subir no tablado (local ao lado do brete onde as pessoas ficam para manejar os animais), apesar de estar difícil de visualizar nesta foto, foi colocada provisoriamente uma escada com degraus largos de madeira, que posteriormente foi substituída por uma escada de concreto. Como a área é ampla, poderá ser construída uma rampa se houver necessidade. Neste momento, a opção foi pela escada.

 
Este tablado era muito estreito e feito de madeira, ou seja, não era muito estável. Agora, além de mais largo, sua estrutura foi feita de concreto. Esta mudança tornou o tablado regular, firme e estável.

O tablado está circundado por uma cerca de madeira, proporcionando maior segurança para quem está trabalhando nessa área.

Claro que algumas melhorias ainda podem ser feitas, mas essas pequenas mudanças já tornaram as atividades dos meus avós no curral mais práticas e acessíveis.


Maria Alice Furrer
 

2 ideias sobre “Pequenas alterações no curral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *