Flutuação adaptada no Aquário Natural de Bonito

Publicado em: 21.janeiro.2015

Por: Acessibilidade na Prática

O município de Bonito, no Mato Grosso do Sul, é um importante pólo do ecoturismo, conhecido mundialmente por suas paisagens naturais, mergulhos em rios de águas transparentes, cachoeiras, grutas, cavernas e dolinas.

Nossa amiga Bianca, tetraplégica desde 2012 devido a um acidente de carro, resolveu encarar a flutuação no Aquário Natural de Bonito para saber como seria a sensação de entrar num rio após sua lesão. A flutuação é um passeio mais contemplativo do que de aventura, mas é um belo desafio para alguém que sofreu uma lesão medular cervical e está tentando voltar a realizar atividades que fazia antes.

Bianca estava acompanhada de quatro familiares. O passeio teve duração de aproximadamente duas horas e meia, contado com a troca de roupa, treinamento e descida do rio.


image[3]Todo turista que deseja fazer a flutuação tem de passar por um pequeno treinamento, realizado numa piscina. O treinamento é ministrado por instrutores experientes que trabalham no local. No caso da Bianca, ela contou com um instrutor exclusivo para realizar a flutuação.


IMG_0200Depois de receber todas as instruções, é hora de encarar a trilha que leva ao Rio Baía Bonita, local da flutuação. Durante o percurso já é possível contemplar a vegetação e alguns animais.

Por questões óbvias, a trilha de madeira não é acessível, já que foi feita no meio do mato. No entanto, com ajuda de dois instrutores, Bianca pôde chegar ao rio com segurança e curtir o visual.


IMG_0203Ao fim da trilha, é hora de entrar no rio!


image[7]Aqui, Bianca já está submersa e se familiarizando com o ambiente e as novas sensações.


imageEnfim, a flutuação! É o momento de relaxar e contemplar as várias espécies de peixes e plantas aquáticas existentes no Rio Baía Bonita.

Devido a um trauma ainda do acidente que sofreu, Bianca não consegue utilizar a máscara de mergulho e o snorkel. O único equipamento “especial” que ela usou foi um colete preso às pernas para manter-se estável de barriga para cima.

A descida do rio foi tranquila. Na volta, Bianca preferiu subir o rio de barco.

Para finalizar, fiquem com o vídeo de uma pequena parte da flutuação da Bianca. Ela é a que aparece logo no início, junto com o instrutor.





Falem a verdade: dá muita vontade de jogar os receios para o alto e fazer esse passeio, né? 

Obrigado por nos encorajar, Bianca! 🙂


Frederico Rios

Colaboração: Bianca Ravagnani

Estada de Bianca em Bonito: 13 à 15 de dezembro de 2014



5 ideias sobre “Flutuação adaptada no Aquário Natural de Bonito

  1. Bianca, só os fortes fazem as melhores conquistas! Espelhe-se nas mulheres da sua família e algumas amigas que fazem  parte da tua trajetóoria. Sucesso se conquistas com grandes e pequenas atitudes! Parabéns!! Beijos!1

  2. Muito legal essa matéria, eu tb tenho uma deficiência que me impede de caminhar e meu sonho era fazer a flutuaçáo no aquario natural em Bonito. Tudo certinho viagem e passeio só que ao chegar no receptivo do passeio, fui informada que para poder fazer o passeio sem ter que fazer s trilha precisaria ter agendado o motorista do táxi que me trouxe para me levar até próximo a margem e me trazer de volta. Infelizmente ele não podia e teria que desistir do meu sonho. Foi quando o funcionário Nei, que por acaso estava presente no receptivo vendo a minha decepção disse que me levaria até pröximo a margem, que eu não tinha vindo do Rio de Janeiro sem realizar meu sonho. E assim o fez, com muito carinho me levou e me trouxe no seu carro e posso dizer que jamais esquecerei esse ser tão especial, esse anjo que me proporcionou tanta alegria. O Nei trabalha no escritório aquário natural,mas estava aqui acompanhando os trabalhos e acabou me ajudando e me fazendo muito feliz. Obrigado Nei, hoje, dia 23 de maio de 2015 ficará para sempre marcado em minha vida. Deus te abençoe.

Deixe uma resposta para Lúcia Helena Pires de Araújo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *