Continuidade da “Multa Moral”

Publicado em: 17.fevereiro.2016

Por: Acessibilidade na Prática

Em outubro de 2014, fizemos um financiamento coletivo para arrecadar o dinheiro necessário para custear 2000 bloquinhos (100.000 multas). A meta do financiamento era de R$ 7.000,00, pois, além dos R$ 5.200,00 para a confecção do material gráfico, tínhamos de arcar com a comissão do site de financiamentos (13%), camisetas para os doadores e despesas com Correios. Na época, além de termos atingido a meta do financiamento, a gráfica nos presenteou com mais 1000 bloquinhos, ou seja, aplicamos quase 150.000 multas em um ano!


multa mora ribeirao das neves fabio wanderson

Foto: Fábio Wanderson



No decorrer de 2015, a “Multa Moral” se estabeleceu oficialmente em mais de 30 cidades brasileiras, envolvendo estudantes, profissionais, empresas, associações, entusiastas da acessibilidade e pessoas com deficiência. Essa união de forças deu corpo e visibilidade à iniciativa, despertando, inclusive, interesse por parte das imprensas locais e nacional.

Além dos excelentes frutos colhidos, adquirimos várias experiências com todo esse trabalho, das quais queremos ressaltar três:

1) Amigos de cidades pequenas e entusiastas “solitários”, distantes de Campo Grande (MS), optaram por imprimir as multas em pequenas quantidades em suas próprias cidades (alguns até em impressora comum), pois era inviável o envio de material em pouca quantidade. Essas cidades não estão listadas no blog;

2) A despesa com Correios é alta! Como não temos como emitir uma nota fiscal para cada material enviado, não podemos enviá-lo por transportadora, que seria bem mais barato;

3) As cidades de Belo Horizonte, João Pessoa e Londrina estão com pessoas muito engajadas na iniciativa, a ponto de conseguirem patrocínio e imprimirem as multas em grande quantidade e na própria cidade.

Assim, depois de conversarmos com os responsáveis pela “Multa Moral” de várias cidades e refletirmos sobre a viabilidade de cada cidade imprimir suas próprias multas, chegamos à conclusão de que o trabalho deve continuar como está: ter um estoque de material disponível e, caso alguma cidade participante tenha uma demanda “acima da média”, seus responsáveis podem se mobilizar para confeccionar o material numa gráfica local, já que as despesas com frete seriam muito altas. 

Com a decisão de manter a iniciativa nesse formato, iniciamos uma mobilização entre nossos amigos e entusiastas da “Multa Moral” para arrecadarmos R$ 4.540,00, valor necessário para confeccionar mais 2000 bloquinhos (100.000 multas) e darmos continuidade à iniciativa. Novamente a união fez a força e conseguimos R$ 4.939,50 em doações! O valor excedente (R$ 399,50) será utilizado no custeio de material para locais com maior demanda, a serem confeccionados nas próprias cidades.

Queremos agradecer de coração aos amigos Camila Vicente, Duanne Moreira, Fabiano Rondon, Geovani Lopes Marques, Giuliana Duarte, José Piveta, Kamila Nantes, Luiz Henrique Archilha, Michelle Berbert Santos, Milena de Ré, Moacir de Ré, Mônica de Ré, Ronny Stward, Samuel Ferreira, Sabrina Baes e Vanessa Urias Matheussi que colaboraram conosco.

Muito obrigado também às empresas que acreditaram na nossa iniciativa: 
Acreditando – Recuperação Neuromotora, Saúde e Bem Estar 

Cerrado Brasil Centro de Eventos 

DZM Eventos 

DR Diego Rios Advogados.

Se não fosse por esses doadores e tantas outras pessoas que nos apoiam de outras formas, a “Multa Moral” do Blog Acessibilidade na Prática não teria atingido toda essa repercussão em apenas um ano de existência.


Muito muito muito obrigado a todos!!!



Frederico Rios



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *