Sanitários acessíveis do Áquila Fast Food

Publicado em: 27.novembro.2013

Por: Acessibilidade na Prática

Já tivemos a oportunidade de conhecer a acessibilidade do Áquila Fast Food aqui no blog. Como os sanitários são sempre um “caso à parte” e possuem muitos detalhes, deixamos para abordá-los neste post.

Para nos localizarmos melhor, vamos dividir o post em “Sanitário acessível” e “Boxe para bacia sanitária acessível”.


Sanitário acessível 


Os sanitários acessíveis feminino e masculino ficam localizados na parte interna do prédio, construída recentemente, mas não seguem o mesmo padrão. Durante  nossa visita, registramos apenas o sanitário acessível masculino, adicionando apenas uma foto do sanitário acessível feminino para mostrar o fraldário.


imagemEstes são os lavatórios que ficam entre os sanitários acessíveis masculino e feminino.

Os dois lavatórios são embutidos em uma bancada. Ambos não permitem a aproximação frontal de um cadeirante, além de outras especificações da NBR 9050/2004.

Entretanto, apesar de estarem localizados entre os sanitários acessíveis, estes lavatórios não precisam necessariamente ser utilizados por pessoas com dificuldade de locomoção, já que dentro dos sanitários também existem lavatórios, como veremos a seguir.


imagemEsta é a porta do sanitário acessível masculino, sinalizada pelo Símbolo Internacional de Sanitário Masculino seguido pelo Símbolo Internacional de Acesso, mas ambos são estilizados.

A norma técnica é clara quando afirma que, na representação do Símbolo Internacional de Acesso, nenhuma modificação, estilização ou adição deve ser feita. Isso não proíbe a estilização do símbolo de acordo com a decoração do ambiente, desde que, logo abaixo do símbolo estilizado, haja o símbolo representado adequadamente.


Não há sinalização tátil (braille ou texto em relevo) associada à sinalização visual.


A porta possui abertura interna (para dentro), prejudicando o espaço do sanitário e atrapalhando a circulação. Além disso, a abertura externa é um item de segurança, pois em casos de acidente, as medidas de abertura emergencial da porta tornam-se mais fáceis e rápidas.

A maçaneta da porta é do tipo alavanca, facilitando seu uso.


Existe um puxador horizontal na porta. Porém, para facilitar o fechamento, o puxador deveria estar na parte interna.



imagemEsta é a visão interna do sanitário acessível masculino, onde é possível observar o lavatório (à esquerda da foto) e a bacia sanitária (à direita).

O lavatório é suspenso e permite a aproximação frontal de um cadeirante. Há barra de apoio junto e ao redor do lavatório.

A torneira possui acionamento feito por botão de pressão, atendendo também as pessoas com pouca destreza nas mãos.

Tanto o toalheiro quanto a saboneteira estão instalados em locais de fácil alcance e manuseio.

A saboneteira está instalada acima da borda do lavatório. Assim, caso o sabonete pingue, não cairá no piso, o que o tornaria escorregadio.

O espelho, instalado verticalmente, permite um bom campo visual a cadeirantes e   pessoas de baixa estatura. 

Ao lado do lavatório existe um cesto de lixo, utilizado para atender tanto o lavatório quanto a bacia sanitária. Este cesto é muito grande, ocupando boa parte do espaço interno e atrapalhando a circulação. Além disso, o cesto possui mecanismo de abertura feito por pedal, o qual é inacessível para muitas pessoas.


imagemO interior deste sanitário não é todo branco, como geralmente encontramos por aí. O espaço é decorado com um papel de parede colorido, tornando o ambiente mais agradável. Um ambiente acessível não precisa necessariamente ser desagradável, monocromático e sem criatividade.

A transferência para a bacia sanitária é dificultada pelo posicionamento do cesto de lixo descrito na foto acima.


As barras de apoio estão presentes, porém suas alturas de instalação não foram mensuradas. 

A papeleira é do tipo não embutida, o que é correto. Apesar de não termos tirado suas medidas, a papeleira aparentemente está adequada quanto a altura e posicionamento.


O acionamento da descarga é feito por alavanca, facilitando seu uso.



imagemEste é o mictório suspenso do sanitário acessível masculino.

O mictório possui barras de apoio verticais. Essas barras, além de oferecer segurança e facilitar o uso dos mictórios, não interferem na circulação interna do sanitário.


imagemEsta é a única foto do sanitário acessível feminino. Logo na entrada existe um fraldário, o qual permite a aproximação frontal de um cadeirante, facilitando a troca de fraldas de uma criança.

O espaço ocupado pelo fraldário é extenso, interferindo na circulação interna. Um fraldário menor seria mais funcional para este espaço.


Não há fraldário no sanitário masculino, mas seria interessante se houvesse, afinal os pais também podem precisar desse recurso.


Boxe para bacia sanitária acessível


Os boxes acessíveis ficam no interior dos sanitários masculinos e femininos, localizados na parte externa da lanchonete. As imagens abaixo foram registradas no  sanitário feminino.


imagemEsta é a entrada do sanitário feminino, onde também podemos enxergar sua porta. Do lado direito, mais ao fundo da imagem, fica a entrada do sanitário masculino.

Para entrar no sanitário é necessário manobrar a cadeira de rodas em um corredor muito estreito.

Logo na entrada existe uma grelha solta, podendo causar tropeços. Além disso, os vãos da grelha são longitudinais ao movimento, os quais deveriam ser transversais, evitando que uma cadeira de rodas fique presa na grelha.


A sinalização visual dos sanitários estão fixadas na parede externa dos mesmos (parede vermelha).


imagemEsta é a sinalização (visual) do sanitário feminino, corretamente representada pelo Símbolo Internacional de Sanitário Feminino seguido do Símbolo Internacional de Acesso. 

A sinalização novamente é estilizada, não obedecendo os padrões estabelecidos pela norma técnica.


imagemEste é o espaço interno do sanitário. À esquerda ficam os boxes, onde o primeiro é o acessível. À direita ficam os lavatórios.

Como o espaço é estreito, são necessárias várias manobras para um cadeirante conseguir utilizar o boxe acessível.

Logo na entrada podemos observar um cesto de lixo debaixo da bancada, obstruindo a aproximação frontal do primeiro lavatório e atrapalhando o uso da papeleira.

Na parede ao fundo existe um espelho instalado na posição vertical, o qual permite que cadeirantes e pessoas de baixa estatura se visualizem com tranquilidade.


imagemAs torneiras possuem mecanismo de acionamento de fácil manuseio.

Os lavatórios são instalados sobre uma bancada de granito, a qual, mesmo possuindo um saiote, garante a área livre inferior mínima estabelecida pela norma técnica. 

Não há barras de apoio nos lavatórios.

A bancada possui quinas vivas, podendo causar incidentes. Além disso, sua área poderia ser menor, economizando espaço para tornar o local mais acessível.

A saboneteira está instalada acima da bancada. Assim, caso o sabonete pingue, não cairá no piso, o que o tornaria escorregadio.

Existe um fraldário, porém o mesmo não permite a aproximação frontal, já que existe uma pequena prateleira abaixo dele.


imagemEsta é a porta do boxe acessível, a qual possui abertura externa (para fora), o que é correto.

Não existe maçaneta. Há apenas um pequeno trinco, o qual exige destreza nas mãos para conseguir utilizá-lo.

Por esta imagem também é possível notar como a área do sanitário é prejudicada pelo cesto de lixo, conforme mostramos anteriormente.


imagemEsta é a bacia sanitária acessível, a qual está elevada e sobre um sóculo (base produzida em materiais diversos, para apoio de molduras de portais e/ou pórticos, além de sanitários adaptados para cadeirantes).

Além de a bacia sanitária estar excessivamente elevada, o sóculo deveria acompanhar a projeção da base da bacia, não ultrapassando em 5 cm o seu contorno, evitando formar quinas vivas e prejudicar as transferências.

O local onde o cesto de lixo está posicionado interfere na transferência para a bacia sanitária. Se o cesto estivesse alocado na outra lateral da bacia (ao lado da parede), nenhum espaço importante seria prejudicado. Além disso, esta lixeira não é acessível, pois seu acionamento é feito por pedal.

As barras de apoio estão presentes, porém é visível que a altura de instalação está elevada e que a barra posterior não atende a nenhuma especificação da norma técnica.

Não é possível observarmos a papeleira nesta imagem. Entretanto, ela está localizada na parede lateral da bacia sanitária, à esquerda da foto, à frente da barra de apoio lateral. É do tipo não embutida, mas foi instalada inadequadamente, pois está muito baixa e longe da bacia, dificultando e até impossibilitando sua utilização.


Maria Alice Furrer

Data das fotos: 09/11/2013



Uma ideia sobre “Sanitários acessíveis do Áquila Fast Food

  1. Pingback: Acessibilidade no Áquila Fast Food | Acessibilidade na Prática

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *