Sanitário Unissex Acessível do Shopping Campo Grande

Publicado em: 21.outubro.2015

Por: Acessibilidade na Prática

A simples “existência” de um sanitário acessível, especialmente em locais públicos, é objeto de desejo de muitas pessoas com deficiência ou dificuldade de locomoção, principalmente se essas pessoas estiverem em “apuros”. Entretanto, dependendo do grau de comprometimento da pessoa, ela precisará de um sanitário que, além de acessível, seja unissex ou familiar (unissex com fraldário).

Neste post, conheceremos alguns aspectos do Sanitário Unissex Acessível do Shopping Campo Grande. Trata-se de um sanitário construído recentemente, após uma ampliação realizada no shopping. A estrutura fica localizada no 2º piso (expansão), próxima à entrada do Carrefour.


fotoNesta parte do shopping, é possível encontrar o sanitário unissex e os demais sanitários seguindo algumas placas com sinalização visual. 

De acordo com os critérios técnicos, as informações das placas devem ser completas, precisas e claras. Porém, na foto acima, nota-se que a placa informando a direção dos sanitários é pequena e com baixo contraste de cores, dificultando o entendimento do seu conteúdo ou até impedindo sua visualização.


fotoO sanitário unissex está localizado em rota acessível, próximo à circulação principal e às demais instalações sanitárias. O sanitário também possui entrada independente, possibilitando que a pessoa com deficiência o utilize acompanhada de uma pessoa do sexo oposto.

A porta deste sanitário é do tipo vaivém e não possui sistema de molas para fechamento automático. O visor presente na porta atende às dimensões exigidas pela norma técnica: largura mínima de 0,20 m, face inferior entre 0,40 m e 0,90 m do piso, e face superior no mínimo a 1,50 m do piso. Entretanto, apesar do visor estar nas dimensões corretas e não haver molas para dificultar a abertura da porta, nenhuma versão da NBR 9050 recomenda portas com visor e do tipo vaivém para sanitários. Os visores devem sim estar presentes nas portas vaivém, mas não em sanitários, e as portas de banheiros acessíveis devem possuir abertura apenas para o lado externo.

Os elementos de acionamento para abertura de portas devem possuir formato de fácil pega, não exigindo firmeza, precisão ou torção do pulso para seu acionamento. Neste caso, a porta do sanitário não possui maçaneta, obrigando o usuário a utilizar o puxador horizontal para abrir e fechar a porta.

As portas de sanitários e vestiários acessíveis devem possuir, no lado oposto ao da abertura, um puxador horizontal associado à maçaneta, e não apenas um puxador como ilustrado acima.

Esta porta atende a recomendação da norma técnica de possuir cor contrastante com a da parede e do piso, de forma a facilitar sua localização.


fotoQualquer sanitário deve ser sinalizado com o símbolo representativo de sanitário, de acordo com cada situação.


Esta é a sinalização visual do Sanitário Unissex Acessível do shopping. Na verdade, “presume-se” que a classificação deste sanitário seja “Unissex Acessível”, pois o símbolo e os dizeres da placa são vagos e incorretos.


A placa, que contém apenas informações visuais, possui o Símbolo Internacional de Acesso e os dizeres “Sanitário Preferencial” à direita do símbolo.


Para sinalizar sanitários acessíveis, o Símbolo Internacional de Acesso deve ser utilizado de acordo com cada situação. Neste caso, o Símbolo Internacional de Acesso deveria estar instalado à direita dos Símbolos de Sanitário Feminino e Masculino, caracterizando assim o Sanitário Unissex Acessível.



fotoA porta possui um sistema de travamento de fácil manuseio, o qual pode ser acionado com o dorso da mão. O difícil, neste caso, é alinhar a porta para trancá-la, já que sua abertura é tanto para fora quanto para dentro, exigindo bastante coordenação motora do usuário para realizar essa operação.

A bacia sanitária fica alinhada com o visor, o qual, mesmo sendo jateado (fosco), pode causar constrangimento aos usuários dependendo da incidência luminosa no local.


foto

O lavatório é suspenso e possui barras de apoio junto e ao seu redor, ou seja, é acessível. De acordo com a NBR 9050/2015, as barras de apoio de lavatórios podem ser horizontais ou verticais, devendo conter uma barra de cada lado. Na própria norma técnica há exemplos dessas instalações. 


A torneira é acessível, já que seu acionamento é automático (por sensor). A saboneteira, acionada por de botão de pressão, também é de fácil utilização.


O espelho é inclinado, permitindo uma boa visualização por cadeirantes e pessoas de baixa estatura.


O toalheiro está do lado direito do lavatório, numa posição que seria de fácil acesso não fosse a presença de um grande cesto de lixo alocado logo abaixo do toalheiro.



foto

Há barras de apoio nas paredes lateral e posterior da bacia sanitária, como determina a norma técnica. Entretanto, não mensuramos seus dimensionamentos e nem suas alturas de instalação.


O acionamento da descarga é feito por alavanca, facilitando sua utilização. O empecilho é a tampa da bacia, que dificulta pressionar a alavanca.

Ao lado da alavanca de descarga há um cabideiro, provavelmente instalado para pendurar bolsas e outros acessórios dos usuários, algo bastante útil.

A bacia possui um recorte frontal. Na prática, este modelo pode até atender algumas pessoas, porém outras são prejudicadas (a perna pode cair no recorte, por exemplo). Vale ressaltar que este modelo de bacia sanitária (com recorte) não é um modelo exigido pela norma técnica.

A papeleira não embutida está instalada na parede lateral e alinhada com a borda frontal da bacia sanitária, obedecendo os critérios de acessibilidade.

O cesto de lixo, apesar de estar pouco visível na foto, está alocado de forma correta, entre a bacia e sua parede lateral, não interferindo em nenhuma das áreas de transferência ou na circulação interna.



Maria Alice Furrer

Fotos: 03/10/2015



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *