Sanitário do Rio Quente Resorts

Publicado em: 27.janeiro.2016

Por: Acessibilidade na Prática

Ao circular pelos parques do Rio Quente Resorts, os hóspedes contam com alguns sanitários próximos às piscinas. A seguir, conheceremos um desses sanitários, o qual escolhemos aleatoriamente para demonstrar alguns aspectos da sua acessibilidade.


sanitarioA foto acima mostra uma placa vertical apenas com informações visuais, contendo os dizeres “Toaletes Restroons”, indicando a presença de sanitários. As palavras estão dispostas na vertical, o que dificulta sua leitura. Acima dos dizeres estão os símbolos de sanitário masculino e feminino, os quais estão grafados em preto sobre fundo verde, caracterizando uma estilização devido ao fundo verde, o que não é aceito pela norma técnica.

O contraste de cores da placa é adequado, permitindo uma boa visualização. Entretanto, a sinalização é incompleta, pois não indica a presença do sanitário acessível.

A indicação em inglês não é exigida pela NBR 9050/2015, pois o próprio símbolo “internacional” já faz a menção necessária da estrutura em questão.


sanitarioLogo após a placa de sinalização existe um corredor, onde, na sua lateral direita, há 3 lavatórios comuns aos sanitários feminino e masculino.

Esses lavatórios não são acessíveis, pois sua bancada possui um saiote largo, impedindo a aproximação frontal de um cadeirante.

Não há barras de apoio nos lavatórios, e seu espelho não permite uma boa visualização por cadeirantes e pessoas de baixa estatura.

A torneira tem acionamento por mecanismo de pressão, facilitando seu manuseio. A saboneteira fica sobre a bancada, detalhe este que, na prática, impede que o sabonete liquido respingue no chão e provoque escorregões e quedas.

Na lateral esquerda do corredor, na parede à frente dos lavatórios, há um pequeno gabinete com álcool gel fixado na parede, configurando um obstáculo suspenso. Esse problema seria facilmente resolvido se o gabinete fosse instalado na parede dos lavatórios.

No final do corredor, o sanitário feminino está à esquerda e o masculino à direita, ambos indicados somente por sinalização visual, feita pelos símbolos internacionais de sanitário masculino e feminino, com a palavra “toalete” abaixo de cada símbolo. As placas estão estilizadas, o que só é admitido pela norma técnica se acompanhado do símbolo oficial.


sanitarioVisão aproximada da porta do sanitário feminino, onde é possível observar a estilização da placa de sinalização. A placa possui o símbolo internacional de sanitário feminino com a palavra “Toalete” logo abaixo, grafados sobre um fundo verde. De acordo com a norma técnica, os símbolos internacionais podem ser grafados apenas por uma das seguintes combinações de cores: preto sobre fundo branco, branco sobre fundo preto e branco sobre fundo azul.

Não há nenhuma sinalização tátil na porta de entrada do sanitário feminino.

Apesar de não visualizada na imagem, a maçaneta da porta é do tipo alavanca, facilitando seu manuseio.


sanitarioEsta é a visão interna da porta do sanitário feminino. A porta tem abertura para o interior do sanitário, ocupando espaço interno e prejudicando questões de segurança.

A porta possui mecanismo de fechamento automático feito por mola, dificultando sua abertura.



sanitarioNão há nenhuma menção sobre boxe acessível nas sinalizações. Porém, no final do corredor do sanitário, há um boxe com a porta mais larga, onde podemos “presumir” ser o boxe acessível.

A abertura da porta deste boxe é para o exterior, o que é correto. Sua trava não é acessível devido à sua pequena superfície de contato, tornando-se inviável para usuários com pouca força e destreza nas mãos.


sanitarioAo entrar no boxe acessível, a bacia sanitária logo à frente da porta. A área do boxe é satisfatória, pois permite manobras com cadeira de rodas ou com outros dispositivos auxiliares. 

Todo o piso do sanitário é revestido por um deck emborrachado. Se os módulos são bem encaixados, esse tipo de piso não oferece problemas. No entanto, algumas partes do revestimento estão desencaixadas, gerando trepidação e trancos em cadeiras de rodas.


Há barras de apoio nas paredes lateral e posterior da bacia sanitária, como determina a norma técnica. Entretanto, não mensuramos seus dimensionamentos e nem suas alturas de instalação.


O acionamento da descarga é feito por botão de pressão, facilitando sua utilização.


A bacia possui um recorte frontal. Na prática, este modelo pode até atender algumas pessoas, porém outras são prejudicadas (a perna pode cair no recorte, por exemplo). Vale ressaltar que este modelo de bacia sanitária (com recorte) não é um modelo exigido pela norma técnica.


A papeleira não embutida está instalada na parede lateral e distante da borda frontal da bacia sanitária, impossibilitando seu alcance.


O cesto de lixo está alocado de forma incorreta, interferindo nas áreas de transferência e na circulação interna. O mais viável seria colocá-lo entre a bacia e a parede lateral mais próxima.


Há uma ducha higiênica ao lado da bacia sanitária, o que facilita muito a higienização da maioria das pessoas.

Não há lavatório (pia) no boxe acessível. 


Leia também: Aventurando-se na Megatirolesa do Rio Quente Resorts



Maria Alice Furrer

Fotos: 02/01/2016



Uma ideia sobre “Sanitário do Rio Quente Resorts

  1. Pingback: Circulação nos parques do Rio Quente Resorts | Acessibilidade na Prática

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *