Sanitário acessível do Residencial Santa Catarina

Publicado em: 21.janeiro.2013

Por: Acessibilidade na Prática

Em posts anteriores, tivemos a oportunidade de avaliar a piscina acessível e o acesso aos elevadores do Residencial Santa Catarina.

Ao lado da piscina acessível existe um sanitário, também acessível, o qual vamos conhecer abaixo. Vale lembrar que as estruturas do sanitário não foram mensuradas.

 
O sanitário acessível está sinalizado apenas visualmente, com uma placa no centro da porta. Não há sinalização tátil em Braille ou texto em relevo, a qual deveria estar instalada no batente ou vedo adjacente, no lado da maçaneta.

A placa contém o Símbolo Intenacional de Acesso corretamente ilustrado (pictograma branco sobre o fundo azul) e, do seu lado direito, a palavra "Toalete", o que está inadequado. Neste caso, deveria haver o Símbolo de Sanitário Masculino e Feminino antes (à esquerda) do Símbolo Internacional de Acesso.
 
Apesar de não estar registrado na foto, a maçaneta da porta é do tipo alavanca, facilitando seu manuseio. O interior da porta também não foi registrado, porém seu trinco é pequeno e exige destreza nas mãos de quem o utiliza, não sendo acessível a todos.

O mecanismo de abertura da porta é suave. Além disso, a porta se abre para fora, o que, além de não interferir na circulação interna do sanitário, permite que seja desmontada pelo lado de fora em casos de emergência.

 
Logo na entrada do sanitário, nos deparamos com a bacia sanitária. Na prática, como ela está de frente para a porta, a manobra para cadeirantes utilizarem a bacia sanitária se torna mais fácil.
 
As barras de apoio estão presentes nas laterais da bacia, sendo uma fixada na parede lateral como especifica a norma (lado esquerdo da foto) e outra barra articulada contralateral (lado direito da foto). O correto seria uma barra na lateral e outra atrás da bacia. A barra articulada é utilizada em caso específico (na impossibilidade de colocar a barra na parede lateral da bacia sanitária), sendo inadequadamente utilizada neste sanitário.

Ao lado da bacia sanitária (lado direito da foto) há uma cadeira, a qual está junto à barra de apoio articulada. Além de estar bloqueando a descida da barra articulada, o posicionamento desta cadeira interfere na área de transferência para a bacia sanitária. Como este residencial tem um enfoque em idosos, provavelmente esta cadeira foi colocada com a finalidade de ser utilizada para descanso, o que não é errado, desde que não interfira na circulação e utilização das estruturas do sanitário.

O cesto de lixo está devidamente acomodado entre a bacia sanitária e a parede lateral esquerda, não interferindo na área de transferência nem na circulação interna.

Acima da barra de apoio da parede lateral existe uma papeleira não embutida, o que é correto. Entretanto, não medimos sua altura, a qual deve estar entre 1,00 m e 1,20 m de altura do chão.


O lavatório é suspenso e existe área inferior livre. Porém, como sua altura não foi mensurada, não podemos afirmar que há garantia de aproximação frontal de um cadeirante.
 
Ausência de barras de apoio.

O espelho do lavatório permite que cadeirantes e pessoas de baixa estatura se visualizem.

A torneira possui mecanismo de acionamento por pressão, o que é acessível. Atrás da torneira há informações para sua utilização. A NBR 9050/2004 não especifica que deva haver este tipo de sinalização em torneiras, porém foi um complemento positivo de informações visuais que não atrapalha a utilização deste dispositivo.

A saboneteira fica na parede lateral esquerda da bancada, na extremidade mais distante do lavatório, dificultando seu uso. Além disso, na prática, é interessante que a saboneteira esteja sobre a superfície do lavatório, evitando que o chão fique escorregadio caso pingue sabonete.

 
Esta é uma imagem mais aproximada da parede lateral direita do lavatório, onde há uma papeleira.

Na frente do lavatório há um cesto de lixo interferindo na aproximação frontal. Isso é uma falha na organização do banheiro, que pode ser facilmente corrigida alocando o cesto em um local mais apropriado.
 

Maria Alice Furrer

Fotos: 18/10/2012
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *