Pontos de ônibus reformados de Campo Grande

Publicado em: 04.dezembro.2013

Por: Acessibilidade na Prática

Alguns pontos de ônibus de Campo Grande (MS) passaram por reformas recentemente. Como a maioria dos pontos novos ou reformados segue um mesmo padrão, registrei dois deles para tecer alguns comentários.


imagemEsta é uma visão mais ampla do ponto de ônibus, o qual é coberto para proteger os usuários do sol e da chuva.

Entre a edificação e o ponto de ônibus está a faixa livre de pedestres, onde há o piso tátil direcional. 

Antes de entrar na área coberta, existe uma catraca e um pequeno portão ao lado, que serão melhor visualizados na imagem abaixo.


imagemEsta é a catraca e o portão de acesso para os usuários do transporte coletivo. Para entrar neste local, é necessário realizar o pagamento no balcão (lado esquerdo da foto).

A estrutura do balcão não foi analisada, porém as sinalizações e informações presentes nele são apenas visuais. Para que um deficiente visual ou um turista obtenha alguma informação, será necessário perguntar diretamente no balcão ou a um desconhecido. 

O portão é utilizado por aqueles que não conseguem passar pela catraca. Entretanto, para esse acesso ser funcional, algum funcionário deve estar sempre atento para abrir e fechar o portão sem causar transtornos ao usuário.

O vão livre do portão é satisfatório.


imagemPróximo ao meio fio há piso tátil de alerta, desde o balcão (antes da entrada do ponto de ônibus) até o limite final do ponto, como mostra a foto acima.


Há um grande cesto de lixo próximo do piso tátil de alerta, ao lado da grade que limita o ponto de ônibus, podendo causar algum incidente se um deficiente visual ou uma pessoa distraída for embarcar.

Não há piso tátil direcional demarcando o local de embarque e desembarque.



imagemEste é outro ponto de ônibus, com a mesma estrutura do anterior: balcão, catraca e portão lateral. Porém, neste há uma funcionária ao lado do portão para operá-lo quando necessário. Essa iniciativa facilita o fluxo de pessoas, principalmente em horários de pico.

Podemos observar nessa imagem que o piso tátil da calçada desvia do ponto de ônibus. Assim, será muito difícil para um deficiente visual conseguir identificar sozinho a presença desse mobiliário utilizando apenas o recurso do piso tátil.


imagemExiste piso tátil de alerta próximo ao meio fio, bem como no ponto de ônibus anterior. Também não há piso tátil direcional demarcando o local de embarque e desembarque.

Os dois pontos de ônibus registrados neste post possuem bancos para descanso.

Assim, podemos notar que, embora muitas melhorias tenham sido realizadas, essas estruturas infelizmente ainda não atendem todas especificações estabelecidas pela NBR 9050/2004.

Leia também: 
Ponto de ônibus – Av. Fernando Corrêa da Costa
Alguns pontos de ônibus de Campo Grande


Maria Alice Furrer

Data das fotos: 05/11/2013


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *