Passeio pela Praça do Rádio Clube

Publicado em: 12.janeiro.2012

Por: Acessibilidade na Prática

A Praça do Rádio Clube, situada entre as Ruas Padre João Crippa, Pedro Celestino, Barão do Rio Branco e Avenida Afonso Pena, é um dos pontos turísticos da cidade de Campo Grande, MS.

Esta praça foi revitalizada em maio de 2000.

 
Este é um dos corredores que dá acesso ao centro da praça. Este espaço é amplo e possui bancos para descanso. Seu piso, apesar de antiderrapante, está deteriorado, com pedras soltas e rachaduras, provocando desconforto e insegurança.

Por ser um espaço amplo, seria cabível a instalação de piso tátil, já que as guias de balizamento não são ininterruptas.

 
Este é o Quiosque da Arte, onde há acesso por um rebaixamento de guia sem sinalização tátil. O piso entorno do Quiosque é antiderrapante, mas apresenta rachaduras em diversos pontos.

Apesar de não estar ilustrado na foto, a sinalização visual do Quiosque está legível. Porém, como um deficiente visual encontrará este local? Uma medida viável e simples seria a instalação de um mapa tátil e visual que, além de guiar os deficientes visuais, ajudaria os turistas a encontrar com maior facilidade as atrações da praça.


Esta estátua possui apenas sinalização visual, ou seja, um deficiente visual não poderá contemplá-la. Além de estar sobre um suporte alto, impossibilatando que a toquem, não existe nenhuma informação tátil descrevendo o que está sendo exposto.


Este é o palco da praça, cujo acesso e estrutura não foram avaliados. É identificado apenas visualmente e, como a praça é ampla e o palco fica no centro dela, sua localização torna-se difícil, principalmente por deficientes visuais.

 
Estes dois monumentos também são possíveis de ser contemplados apenas visualmente, pois não apresentam nenhuma sinalização tátil. É necessário subir a guia para tocá-los, já que a mesma não possui rebaixamento, dificultando ainda mais o acesso.

 
O piso do centro da praça é antiderrapante e está em bom estado de conservação na maior parte do espaço, não gerando trepidação.

No centro-esquerdo da foto, mais ao fundo, existe um cesto de lixo com altura adequada e de fácil identificação.

A área verde está bem conservada, proporcionando um passeio agradável à população e aos turistas.


Maria Alice Furrer

Colaboração: Milena de Ré

Fotos: 03/12/2011

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *