Desnível entre o palco e a plateia

Publicado em: 03.fevereiro.2013

Por: Acessibilidade na Prática

Para vencer desníveis entre palcos e suas plateias, a norma técnica determina a utilização de rampas ou equipamentos eletromecânicos.

As rampas utilizadas para atender os desníveis de palcos possuem características diferentes das demais rampas.

Vamos conferir abaixo o palco de um salão paroquial, onde há duas rampas e uma escada para vencer o desnível.


Além da rampa, este palco possui uma escada fixa para vencer o desnível. Esta escada (centro do palco) não atende as especificações da NBR 9050/2004 em relação a sinalização e corrimãos.

Associadas à escada, existem duas rampas nas laterais do palco. Essas rampas possuem percursos em curva, e suas inclinações não foram mensuradas.

De um modo geral, as rampas devem ter inclinação de acordo com os limites estabelecidos pela norma técnica. No caso de rampas entre palcos e platéias, a inclinação máxima para vencer uma altura de até 0,60 m deve ser de no máximo 1:6 (16,66%),  e para alturas superiores a 0,60 m a inclinação máxima deve ser de 1:10 (10%) .

A largura das rampas são satisfatórias, obedecendo o mínimo de 0,90 m.


As rampas possuem corrimãos unilaterais e guias de balizamento (neste caso, paredes laterais). Para essas situações, a norma técnica especifica que deve haver guia de balizamento, mas não é necessária a instalação de guarda-corpo e corrimão. De qualquer forma, dependendo do layout do palco, entendemos que tanto guarda-corpos como corrimãos podem colaborar para uma maior segurança de quem sobe ou desce do palco.

O desnível entre o palco e a plateia deve ser indicado com sinalização tátil de alerta no piso, item ausente no exemplo acima.

Na prática, por medida de segurança, é interessante delimitar tátil e visualmente a dimensão de palcos. No palco registrado na foto acima, suas bordas são de cor diferente do piso adjacente, delimitando visualmente a área possível de ser ocupada, diminuindo o risco de pessoas caírem. No caso de um apresentação com iluminação excessiva ou de o palco ser utilizado por pessoas com deficiência visual, o risco de acidentes ainda existe.

A norma técnica observa que, sempre que possível, a rampa ou equipamento eletromecânico deve estar em local de acesso imediato, porém discreto e fora do campo visual da plateia. A rampa da foto e a sua escada não estão fora do campo visual da plateia, porém o conjunto deixou o ambiente com um aspecto agradável e praticamente acessível.


Maria Alice Furrer



3 ideias sobre “Desnível entre o palco e a plateia

  1. Nessa imagem, notamos que as extremidades dos corrimãos da escada colocam em risco de acidentes os artistas e demais usuários do palco. Todas as interpretaçoes culturais há dinâmica dos interpretes.
    O ideal seria uma passarela larga na lateral do salão, vindo lá do fundo da platéia, e uma escada para o palco,também lateral pois esses corrimãos no0 centro atrapalham a visão e a filmagem dos eventos. Isso foi feito no teatro da Biblioteca Municipal  Anne Frank. Lá foi viável esse partido.

  2. Pingback: Detalhes de uma palestra | Acessibilidade na Prática

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *