Circulação interna da Tok&Stok Campo Grande

Publicado em: 08.fevereiro.2017

Por: Acessibilidade na Prática

Dando continuidade à nossa série de posts sobre da Tok&Stok Campo Grande, hoje conheceremos alguns aspectos da circulação interna do estabelecimento.


entradaEsta foto ilustra a entrada da loja, numa visão de dentro para fora.

No lado esquerdo da foto, observamos um balcão sinalizado por uma placa com a palavra “recepção”. As letras da placa são grandes, legíveis e de cor branca, provocando um bom contraste com o fundo verde. No entanto, não há nenhuma sinalização tátil no local.

O balcão não possui rebaixamento, dificultando a aproximação de cadeirantes pessoas de baixa estatura. 

Apesar da estrutura física do balcão não ser totalmente adequada, contei com a cordialidade dos atendentes no dia da visita, os quais me informaram que a loja é dotada de dois pisos – o térreo e o primeiro andar -, aonde há elevador e escadas.

O corredor é amplo e o piso dessa área é regular, possibilitando uma circulação confortável, especialmente a cadeirantes. Boa parte da loja conta com essa caraterística de trajeto, mas em alguns pontos o espaço é reduzido.


corredorEsta foto mostra um dos corredores onde a área é adequada, porém as figuras geométricas no piso dão sensação de tridimensionalidade. De acordo com a NBR 9050/2015, deve-se evitar a utilização de padronagem na superfície do piso que possa causar sensação de insegurança (como estampas, por exemplo, que pelo contraste de desenho ou cor, possam causar a impressão de tridimensionalidade).


corredor estreito

Na imagem acima, podemos observar que o revestimento do piso é adequado, porém o corredor é estreito, inviabilizando a passagem de carrinhos de compras, cadeirantes e carrinhos de bebê. Além disso, os produtos das prateleiras estão dispostos de forma desorganizada, dificultando a escolha e a compra.

Os produtos são “inacessíveis” em poucas partes da loja. Em vários outros pontos do estabelecimento não há grandes barreiras aos consumidores com deficiência ou dificuldade de locomoção. Sendo assim, por que não adotar um conceito mais “acessível” para todo o local? Acredito que um pouco mais de organização e gestão resolveria esse problema.


curva estreitaEsta é a continuação do corredor da foto anterior, mostrando o estreito espaço por onde os clientes devem passar. 


escadaEsta escada no interior da loja possui dois lances. Seus degraus são metálicos e não apresentam sinalização visual para delimitar sua área, e como como podemos perceber pela foto, a incidência luminosa piora ainda mais a visualização da área do degrau.

Existe sinalização tátil no início e final da escada, além de corrimão bilateral, porém os corrimãos não obedecem as especificações da norma técnica.

No topo da escada (canto inferior esquerdo da imagem) há um cesto de lixo alocado de forma bastante inadequada, o qual pode causar incidentes, colocando em risco a segurança dos que circulam pelo local.


Esse estilo de escada é característico da Tok&Stok, como podemos constatar num outro post aqui no blog, onde a foto foi tirada em 2011 numa das lojas de São Paulo.


elevadorApesar de pequena, há uma placa indicando a existência de um elevador. 

Numa loja de construção recente como esta, a sinalização poderia ter sido melhor planejada, ressaltando ainda a carência de sinalização tátil no local.


elevadorNo lado direito da foto existem duas poltronas, provavelmente utilizadas para descanso ou espera do elevador.

À esquerda da foto temos o elevador e, do seu lado direito, uma escadaria.

Um elevador vertical deve atender às especificações da ABNT NBR NM 313. Neste caso, não avaliamos seu interior do equipamento.


placa elevadorNo lado esquerdo da foto temos a porta do elevador, no centro uma placa contendo sinalização visual sobre os andares do prédio e, à direita, o início da escada (na visão de quem a sobe).

A placa situa os clientes em qual andar estão e informa o que há em cada um dos andares. Entretanto, as informações da placa são apenas visuais, não havendo informações táteis.

É importante ressaltar que, nos elevadores verticais ou inclinados, deve haver sinalização tátil e visual externa e internamente, informando: instrução de uso, fixada próximo à botoeira; indicação da posição para embarque e desembarque; indicação dos pavimentos atendidos nas botoeiras e batentes; e dispositivo de chamada dentro do alcance manual.


escadaEsta escada possui praticamente as mesmas características da escada visualizada na 5ª foto, porém com algumas diferenças: os corrimãos não possuem duas alturas e a escada é mais estreita.

O piso da escada é metálico, bem como o piso tátil de alerta, e assim como na escada anterior, os degraus não possuem sinalização visual.


Leia também: Vagas reservadas e acesso da Tok&Stok Campo Grande


Maria Alice Furrer

Fotos: 25/01/2017



2 ideias sobre “Circulação interna da Tok&Stok Campo Grande

  1. Pingback: Vagas reservadas e acesso da Tok&Stok Campo Grande | Acessibilidade na Prática

  2. Pingback: Sanitário acessível da Tok&Stok Campo Grande | Acessibilidade na Prática

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *