Banheiro do apartamento acessível do Ibis Ribeirão Preto

Publicado em: 26.julho.2017

Por: Acessibilidade na Prática

Hoje vamos conhecer o banheiro de um dos apartamentos adaptados do Ibis Ribeirão Preto, localizado na Avenida Braz Olaia Acosta, 691, Torre A, Jardim Califórnia, Ribeirão Preto – SP. Analise e faça um balanço entre as facilidades e as dificuldades que você encontrar!


Logo na entrada do sanitário, que fica à direita de quem entra no quarto, há um desnível provocado por um acabamento do piso do quarto, dificultando (e muito!) o trânsito com a cadeira de banho.

Por essa imagem, podemos observar que a área de banho está à direita, ao lado da bacia sanitária, e o lavatório, não visualizado na foto, fica na frente da bacia.

A porta do banheiro é de correr, com o vão livre adequado.


O puxador da porta é embutido, um mecanismo bastante inacessível, pois requer destreza nas mãos para utilizá-lo.


A área de banho é pequena, dificultando a vida dos cadeirantes, especialmente os que precisam de ajuda.

O banco para banho é removível, devendo ser encaixado em uma barra horizontal. Neste banheiro, há uma barra horizontal à esquerda do chuveiro e outra ao lado da pia.

Há barras de apoio na parede lateral esquerda do chuveiro, mas não aparecem na foto. O correto é que haja uma barra a 90º na parede lateral ao banco e uma vertical na parede de fixação do banco.


Não bastasse o desnível da entrada do banheiro, há outro “quebra-molas” na entrada do boxe, dificultando a passagem da cadeira de banho. Lembrando que, de acordo com a NBR 9050/2015, o boxe do chuveiro deve estar em nível com o piso adjacente justamente para permitir o uso de cadeiras de banho, sendo, também, recomendada uma inclinação de no máximo 2 % para escoamento da água do chuveiro para o ralo, ou seja, nada de degraus e afins!


O chuveiro de um boxe acessível deve ser equipado com desviador para ducha manual, e o comando para controlar o fluxo de água (ducha/chuveiro) deve ser na ducha manual, como neste banheiro.

Não aparece na imagem, mas o chuveiro é fixado no teto, aparentemente um padrão dessa rede de hotéis.


A bacia sanitária fica numa posição totalmente inadequada, num pequeno espaço, entre a parede do lavatório e a parede lateral, não permitindo todas as transferências. A cadeira de banho encaixa com dificuldade na bacia.


A altura da bacia é convencional. Por isso, foi instalado um assento espesso (e com recorte!) para deixar a borda do vaso com altura próxima à exigida pela norma técnica de acessibilidade, algo perigoso e desconfortável! Para usuários de cadeira higiênica (ou de banho) é necessário desencaixar o assento.

Há ducha higiênica para auxiliar na higiene.

A papeleira é “improvisada” e fica muito à frente da bacia, exigindo braços longos e equilíbrio de tronco para alcançar o papel.


O lavatório é suspenso e possui torneira com acionamento por alavanca, mas sem barras de apoio. A barra mais próxima, uma horizontal, fica à esquerda do lavatório e não atende a nenhuma especificação técnica. 

Acima da barra fica um secador de cabelo, fixado a uma altura excessiva, dificultando seu uso.

 

O espelho é inclinado, permitindo boa visualização por cadeirantes e pessoas de baixa estatura.



E aí? Na sua opinião, esse sanitário proporciona mais facilidades ou mais dificuldades?? Comente!!!


Maria Alice Furrer 

Fotos: 13/07/2017

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *