Banheiro acessível exposto na Loja Leroy e Merlin

Publicado em: 18.novembro.2015

Por: Acessibilidade na Prática

Em outubro de 2015, a Leroy e Merlin inaugurou sua primeira loja em Campo Grande (MS). Essa loja trabalha com construção, acabamento, decoração e jardinagem.

Numa visita para conhecer o estabelecimento, um dos ambientes do showroom me chamou a atenção: um banheiro acessível!!!


SanitárioNa imagem acima, podemos visualizar uma parte do sanitário, que engloba o lavatório, bacia sanitária e chuveiro, dispostos lado a lado.

Iniciando pelo lavatório, o mesmo é suspenso e o sifão é protegido por um gabinete também suspenso, garantindo a aproximação frontal de um cadeirante.

Não há barras de apoio no lavatório, onde as mesmas podem ser instaladas na vertical e/ou na horizontal, de acordo com a NBR 9050/2015.

A usabilidade da torneira é acessível, com acionamento feito por alavanca. A saboneteira está ao seu lado, e á acionada por mecanismo de pressão, também acessível.

O espelho está acima do lavatório e é vertical, mas não garante uma boa visualização a cadeirantes e pessoas de baixa estatura.

À esquerda do lavatório está a bacia sanitária, e entre eles há uma pequena estante móvel para guardar objetos. Essa estante está numa posição que atrapalha a transferência para a bacia sanitária.

A bacia possui um recorte frontal. Na prática, este modelo pode até atender algumas pessoas, porém outras são prejudicadas (a perna pode cair no recorte, por exemplo). Vale ressaltar que este modelo de bacia sanitária (com recorte) não é um modelo exigido pela norma técnica.

O acionamento da descarga é feito por alavanca, facilitando sua utilização.

Há uma barra de apoio horizontal na parede posterior da bacia sanitária, e na mesma parede, afastada lateralmente, há outra barra instalada na vertical. Na verdade, a barra vertical instalada ficou confusa, pois não há como saber se a mesma foi instalada para atender a bacia sanitária ou a área de banho. Para bacias sanitárias distantes de paredes laterais, deve haver uma barra de apoio atrás da bacia e outra barra lateral fixa, a qual pode ser substituída por uma barra articulada. 


As papeleiras devem ser embutidas e não embutidas, obedecendo os critérios de acessibilidade. Pela imagem, podemos observar que a papeleira é muito baixa e não é fixa, não atendendo a nenhum critério de norma técnica.


O cesto de lixo está alocado de forma correta, interferindo em nenhuma das áreas de transferência ou na circulação interna.


É recomendado a instalação de ducha higiênica ao lado da bacia, dentro do alcance manual de uma pessoa sentada na bacia, dotada de registro de pressão para regulagem da vazão. Entretanto, neste banheiro não existe ducha higiênica.


Sanitário
A norma técnica traz recomendações sobre boxe de chuveiro, mas o boxe não é um item obrigatório.

A área do chuveiro deve ser provida de banco articulado ou removível. Neste banheiro há um banco removível, com cantos arredondados e superfície antiderrapante impermeável, atendendo às necessidades dos usuários. De acordo com os critérios técnicos, o banco e os dispositivos de fixação devem suportar um esforço de 150 kg.

O chuveiro deve ser equipado com desviador para ducha manual, e o controle de fluxo (ducha/chuveiro) deve ser na ducha manual, como no exemplo acima.

Os chuveiros devem ser providos de barras de apoio em 90° fixadas na parede lateral ao banco, e na parede de fixação do banco deve ser instalada uma barra vertical. Neste banheiro, nenhuma barra atende a essa especificação. Reforçando: a barra vertical instalada ficou confusa, pois não há como saber se a mesma foi instalada para atender a bacia sanitária ou a área de banho.

Neste espaço há uma banheira, que será analisada num post posterior, para discutirmos melhor os detalhes que a atualização da norma técnica tem sobre este equipamento.


BanheiraEsta banheira facilita a entrada e saída de pessoas com dificuldade de locomoção, já que possui uma pequena porta em sua lateral. O inconveniente é que a porta é estreita e nem todos que conseguem passar por ela.

De acordo com a NBR 9050/2015, para uma banheira acessível, deve ser prevista área de transferência lateral para plataforma fixa ou móvel, de forma a permitir aproximação paralela à banheira. A transferência pode ser feita por plataformas fixas niveladas ou  plataforma móvel.

Ainda segundo a norma técnica, a banheira deve ser provida de duas barras de apoio horizontais na parede frontal e uma vertical na parede lateral, do mesmo lado da plataforma. Pela foto, podemos observar apenas uma barra de apoio pequena, fixada na própria banheira, o que não atende os critérios técnicos. 


É importante ressaltar que a norma técnica determina critérios de acessibilidade para “locais públicos”, mas suas especificações auxiliam bastante ao elaborar um espaço pessoal, como demonstra ser a proposta deste ambiente. Apesar das especificações não atendidas e alguns detalhes dificultarem a utilização deste banheiro por pessoas com deficiência ou dificuldade de locomoção, nos traz satisfação ver um espaço (quase) acessível e esteticamente agradável fazendo parte do showroom de uma loja como esta.



Maria Alice Furrer

Fotos: 20/10/2015



3 ideias sobre “Banheiro acessível exposto na Loja Leroy e Merlin

  1. OLÁ, GOSTEI MUITO DO BANHEIRO, E REALMENTE TODOS OS PONTOS CITADO POR VCS REALMENTE SÃO IMPORTANTES, O ESPELHO DEVERIA SER NA HORIZONTAL, A BACIA SANITÁRIA É UM TRANSTORNO, ATRAPALHA DE VERDADE OS CADEIRANTE QUE NÃO TEM NEM UM TIPO DE MOVIMENTAÇÃO NAS PERNAS CMO EU, É MUITO COMPLICADA LIDAR CM ELA, O PAPELEIRA NO CHÃO NÃO VAI AJUDAR EM NADA, , ESSA BANHEIRA É REALMENTE COMPLICADA, MAS O ESPAÇO , E MODELO FOI BEM DESTRIBUIDO, GOSTEI, JÁ É UM BOM COMEÇO VER QUE AS COISAS ESTÃO MUDANDO E ESTAMOS CONSEGUINDO CONQUISTAR NOSSO ESPAÇO NA SOCIEDADE. OBG, POR TDO E TIRANDO OS PEQUENOS IMPLEVISTO GOSTEI DEMAS DO BANHEIRO. ABRAÇOS COM CARINHO..ROZINETE

  2. Acho importante registrar uma opinião discordante da maioria. Sou cadeirante e instalei no meu banheiro uma papeleira desta. Conheço outra cadeirante que fez o mesmo.

    O motivo? Ela pode ser posicionada no local mais conveniente para cada um, quando o banheiro já está pronto, e não podemos intervir na construção.

    No meu banheiro, a papeleira estava na parede traseira. Não há móveis na lateral onde instalá-la. A parede da frente fica muito distante.

    Sendo assim, achei que a papeleira de chão seria a melhor opção para mim. Eu a posiciono de frente e bem próxima, de tal forma que eu não precise fazer uma torção com meu corpo para atingi-la atrás. Coluna preservada e menos risco de dor!

    Quanto à bacia sanitária, como outros já disseram, ela foi feita especificamente para pessoas que não têm como fazer a higiene sozinhas. Nos demais casos, ela dificulta a vida do cadeirante, pois a perna escorrega para a abertura frontal, o que faz com que percamos o equilíbrio. Além disso, não raras vezes a urina vaza pela abertura, molhando o piso.

    No mais, como sempre, um excelente post, que colabora para a educação do leitor!

    Abs!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *