Acessos ao Mercado Municipal de Campo Grande

Publicado em: 02.outubro.2012

Por: Acessibilidade na Prática

Num post anterior, mostramos as Vagas Reservadas e Circulação Interna do Mercado Municipal de Campo Grande. Hoje iremos conhecer os vários acessos do local, que ficam localizados na Rua 26 de Agosto, na Travessa José Bacha e no estacionamento.

 
Esta foto registra o acesso pelo estacionamento, podendo ser utilizado tanto por pessoas que estão com os veículos estacionados no local quanto por pedestres que vêm pelas ruas adjacentes.

O piso tem revestimento de pedra portuguesa, a qual, se não for bem assentada e não tiver boa manutenção, torna-se trepidante, sem mencionar que este tipo de piso não é antiderrapante. Além disso, existe uma caixa de inspeção e de visita na rota de circulação que, apesar de estar nivelada com o piso adjacente, não é antiderrapante.
 
No canto inferior direito da foto, mesmo não registrado completamente, existe uma escada com dois degraus sem sinalização visual nas bordas e sem sinalização tátil de alerta em seu início e final. Também não há corrimão bilateral, como especificado na NBR 9050/2004.

Mais a frente, no lado direito da foto, existe uma rampa, que será melhor descrita na imagem abaixo. Tanto a rampa quanto a escada levam à entrada do Mercadão. Via estacionamento, existem duas opções de acesso.


À direita da imagem, observamos a rampa citada anteriormente, a qual não possui piso antiderrapante. O corrimão não é bilateral e não possui duas alturas, como é especificado na norma técnica. A sinalização tátil no início e final da rampa também é inexistente.

É notável o desnível entre o terreno do estacionamento e a calçada nivelada com as portas do Mercadão, tanto que existe a rampa e a escada para transpor esta diferença de altura. Porém, não há nenhum guarda-corpo, colocando em risco a segurança dos visitantes. Crianças, pessoas distraídas ou deficientes visuais podem cair neste desnível.

 
Esta rampa fica bem na frente de uma das entradas do prédio (via estacionamento), próxima da vaga reservada para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

As características desta rampa são as mesmas da descrita na segunda foto deste post: o corrimão não é bilateral e não possui duas alturas, o piso não é antiderrapante e não há sinalização tátil de alerta em seu início e final.

 
Depois da rampa descrita na imagem anterior, existe ainda uma escada com três degraus. Nesta foto também é possível notar a diferença de altura entre o terreno do estacionamento e o da entrada do Mercadão. A altura é considerável e não há nenhuma proteção.

Outro ponto é que, apesar do espaço para circular logo a frente das entradas via estacionamento serem satisfatórios, muitos carrinhos e caixas são depositados neste local, atrapalhando a circulação.

 
Esta é a escada citada na foto anterior. Ela possui corrimão bilateral, mas seus degraus não possuem sinalização visual nas bordas e também não há sinalização tátil de alerta.

A altura de instalação do corrimão e sua empunhadura não foram mensuradas. A norma técnica recomenda que os corrimãos sejam sinalizados através de anel com textura contrastante com a superfície e sinalização em Braille, ausentes tanto nestes corrimãos da escada quanto nos das rampas registradas nas fotos anteriores.

 
Esta é uma das portas de entrada do estabelecimento, via estacionamento. As outras entradas, incluindo as da Travessa José Bacha, seguem praticamente o mesmo padrão quanto à sinalização e estrutura física, diferindo apenas o vão livre de alguns portões, porém todos possuem largura satisfatória.

Os portões do Mercadão permanecem abertos durante o horário de funcionamento do local. Este horário é informado por meio de uma placa com texto, ou seja, somente sinalização visual. Não há nenhum tipo de sinalização tátil nos acessos, privando os deficientes visuais das informações disponíveis.

A placa à esquerda da foto, que contém informações sobre o horário de funcionamento, possui bom contraste de cores (letras brancas em fundo vermelho). Entretanto, a fonte poderia ser um pouco maior, melhorando assim sua legibilidade.


Esta é a mesma entrada da foto anterior, porém, por esta imagem, podemos visualizar outra placa com apenas informações visuais, feita por textos e símbolos. O contraste de cores da placa é satisfatório, porém o tamanho da fonte dos textos abaixo dos símbolos está pequeno, dificultando sua leitura.

À esquerda da foto está ilustrado o vão livre desta entrada, o qual é satisfatório. Nas outras entradas este dimensionamento é maior.

 
Esta entrada, localizada na Rua 26 de Agosto, possui dois degraus e não há rampa associada. Este é um dos acessos que fogem dos padrões descritos anteriormente.

Não há sinalização visual dos degraus, assim como não há sinalização tátil de alerta.

No canto superior direito da foto observamos um extintor de incêncio fixado na parede, o qual é considerado um obstáculo supenso, ou seja, deveria haver sinalização tátil de alerta no piso para evitar possíveis colisões.


Maria Alice Furrer

Colaboração: Milena de Ré

Fotos: 04/08/2012
 

3 ideias sobre “Acessos ao Mercado Municipal de Campo Grande

  1. Que noticia Boa, quem sabe Cuiaba tambem segue o exemplo da visinha Campo grande e garanta mais acessos as pessoas com pouca mobilidade e assim seja uma capital da acessibilidade.
    Parabens!

  2. Pingback: Novas vagas reservadas de estacionamento do Mercado Municipal de Campo Grande | Acessibilidade na Prática

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *