Acesso aos elevadores do Residencial Santa Catarina

Publicado em: 04.dezembro.2012

Por: Acessibilidade na Prática

Há alguns dias, conhecemos aqui no blog a Piscina acessível do Residencial Santa Catarina. Hoje vamos conferir o acesso ao elevadores do prédio. As fotos abaixo são do acesso pelo corredor do 6º andar.

 
No batente lateral do elevador existe uma placa metalizada de bom contraste de cores (número prata sobre fundo preto), com grafia em Braille abaixo do número.

Dependendo da incidência luminosa, essa placa, por ser metalizada, pode refletir a luz e dificultar sua legibilidade. A grafia em Braille indica corretamente o número 6.

A botoeira usada para chamar o elevador possui apenas informação visual e de baixa legibilidade, já que a fonte das letras é muito pequena.

Ainda no comando externo do elevador, existe acima dos botões um pequeno painel digital (com fonte vermelha sobre fundo preto) que indica o andar onde o equipamento se encontra. Internamente, o elevador possui sinalização sonora indicando ao usário os andares onde chega.
 
 
Ausência de sinalização tátil de alerta junto às portas dos elevadores. Ainda no batente lateral, podemos observar outra placa com o número 6, acima da de metal, também de boa legibilidade (de maior tamanho, com número azul sobre fundo branco).

O corredor possui um dimensionamento satisfatório, porém é estreitado por um puff. Esse puff fica posicionado na frente das portas dos elevadores, provavelmente para o descanso e comodidade dos usuários enquanto aguarda o elevador. Entretanto, além de estreitar o corredor, o puff dificulta a manobra de uma cadeira de rodas. Assim, esta medida somente seria cabível se o corredor tivesse espaço suficiente para este fim e não interferisse na circulação de "todas" as pessoas.

No final do corredor (lado esquerdo da foto) há uma superfície para apoio de objetos ao lado da porta de um dos quartos, utilizada para as pessoas acomodarem seus pertences enquanto abrem a porta. Mas, por se tratar de um obstáculo suspenso, este deveria estar sinalizado adequadamente com piso tátil de alerta.

Em toda a extensão do corredor há bate-macas. No caso deste residencial, o qual hospeda muitos idosos e pessoas convalescentes, este recurso ajuda no deslocamento das pessoas servindo também como apoio.
 
 
Maria Alice Furrer

Fotos: 18/10/2012
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *