Acessibilidade no Cinemark de Campo Grande

Publicado em: 18.janeiro.2011

Por: Frederico Rios

O Cinemark, localizado no Shopping Campo Grande, é considerado o melhor cinema da cidade. O local possui várias salas de exibição, equipadas para garantir aos seus freqüentadores o maior conforto e a melhor qualidade de som e imagem, contando, inclusive, com salas para filmes em 3D.
 
Entretanto, há muito tempo a empresa vem enfrentando reclamações por parte dos clientes portadores de deficiência física e/ou mobilidade reduzida, inclusive judicialmente, devido o local não possuir acessibilidade adequada. Então, fomos conferir de perto como estão as condições de acesso atualmente.
 
Este passeio teve a ilustre participação da minha amiga Graciela, a grande idealizadora deste Blog! Na foto abaixo (da esquerda para a diretia) estamos Maria Alice, eu, Gra e seu esposo Cláudio.
 
 
 

Estacionamento: Vagas Reservadas
 
- Presença de Vaga Reservada para Deficientes Físicos, com sinalização vertical correta;
 
- A vaga é vinculada a uma rota acessível, interligando à entrada do shopping;
 
- A sinalização horizontal não contempla a NBR 9050, pois, apesar de apresentar o símbolo internacional de Acessibilidade, não contém a faixa amarela de marcação que indica espaço adicional de circulação;
 
- Novamente, fazendo referência à sinalização horizontal, a mesma não designa se a vaga é reservada para um ou dois veículos (observem que já existe um carro estacionado na vaga, e o mesmo não contém nenhuma identificação de veículo autorizado).

 
- Sinalização horizontal deteriorada, onde o asfalto é desnivelado e irregular;
 
- A vaga não possui espaço adicional para circulação de no mínimo 1,20 m de largura, por falta de sinalização correta (para descermos com a cadeira de rodas, tivemos que realizar o desembarque na área de circulação de carros e, posteriormente, estacionar);
 
- Presença de área para a passagem de cadeira de rodas pelo canteiro, sem sinalização tátil ou visual (na foto não é possível a visualização, porém a passagem está localizada no meio do canteiro, havendo uma interrupção da guia, não sendo necessária a presença da rampa). /
 
 
Bilheteria
- Guichê da bilheteria com altura e área de aproximação frontal acessível para cadeirantes;
 
- Balcão da bilheteria localizado em área de rota livre, porém não possui sinalização tátil e sonora indicando a direção e localização da bilheteria; /
 
- Área livre para manobra e circulação de cadeira de rodas; aproximação lateral ao balcão possibilitada.

 
- Não há piso de alerta e direcional tátil, indicando a aproximação do balcão (um deficiente visual poderia colidir contra o balcão); /

- Em toda a área do piso da bilheteria não existe piso antiderrapante, mas sim de superfície lisa;

- O alcance manual frontal e o alcance visual são satisfatórios (permite a manipulação de objetos na superfície e visualização de produtos, respectivamente).


Lanchonete
 
- Balcão com indicação de acessibilidade, sinalizando visualmente que o local é reservado para pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida;
 
- Ausência de sinalização tátil direcional e auditiva, sendo possível identificar a localização da lanchonete apenas visualmente;
 
- O piso tem superfície regular, firme e estável, porém não é antiderrapante. /

 
- Aproximação frontal ao balcão permitida, com profundidade inferior livre (a profundidade livre permite o cadeirante aproximar-se sem colidir seus membros inferiores contra a parte debaixo do balcão);
 
- Alimentos e bebidas em locais que permitem visualização;
 
- Alcance manual frontal acessível e com dimensão confortável.


Acesso às salas de cinema
 
- O corredor de acesso à sala de cinema é bem dimensionado e livre de barreiras e obstáculos;
 
- Apesar de o piso ser regular e estável, novamente não é antiderrapante; /
 
- Ausência de piso tátil direcional (como um deficiente visual localizará sua sala de cinema desejada?); também não há piso tátil de alerta (observem no canto direito da foto a presença de um cesto de lixo, oferecendo risco de choque com o mesmo);
 
- Presença de sinalização visual, informando a localização e direção das salas, com legibilidade adequada (alto nível de iluminação, caracteres de cor branca com fundo vermelho escuro);
 
- O cinema não oferece sinalização sonora para indicar direção e localização das salas.


Bebedouros
 
- Presença de bebedouro adaptado e em rota acessível;
 
- Bica localizada na face frontal do bebedouro;
 
- Altura inferior livre, permitindo a aproximação frontal do cadeirante.

 
- Os controles de acionamento são localizados na frente do bebedouro, próximo à lateral da borda frontal;
 
- O fluxo de água da bica é pouco e, como a mesma possui uma proteção, o acesso à água torna-se difícil;
 
- A altura do bebedouro atende a NBR 9050 e permite a utilização de copo (se o jato de água fosse suficiente).

 
Sanitário
 
- Presença de sanitário acessível, localizado em rota acessível, próximo da circulação principal e dos demais sanitários;
 
- Novamente piso regular, estável e firme, porém sem nenhuma superfície antiderrapante; /
 
- Ausência do piso de alerta tátil (observem que existe um cesto de lixo, pilares e portas, os quais oferecem risco à segurança);
 
- Não há piso tátil direcional indicando a localização dos sanitários;
 
- Indicação visual, com o símbolo internacional da Acessibilidade, identificando o sanitário;
 
- Sanitário masculino/feminino acessível (indicado pela sinalização na porta), podendo ser utilizado por uma pessoa em cadeira de rodas junto com um acompanhante de sexo diferente.


- Sinalização tátil em Braille, indicando o sanitário feminino/masculino acessível;

- As informações em Braille deveriam estar posicionadas abaixo dos caracteres ou figuras em relevo;

- Mecanismo de acionamento da porta exigia pouca força humana;

- Maçaneta do tipo alavanca, com condições de ser aberta com apenas um movimento.
 

- Puxador horizontal associado à maçaneta do tipo alavanca;
 
- Maçaneta com chave conectada a um cabo, não permitindo que caia no chão (observem que estou segurando o cabo);
 
- Porta com vão e altura satisfatórios, não apresentando nenhum obstáculo;
 
- É recomendado que portas localizadas em rotas acessíveis tenham um revestimento resistente na parte inferior.
 
 
- Sanitário com área livre para transferência lateral, perpendicular e transversal;
 
- Ausência de piso antiderrapante no interior do sanitário;
 
- O interior do sanitário permite a área de manobra com rotação de 180º.


- Presença de barras de apoio junto à bacia sanitária, na lateral e no fundo, dispostas horizontalmente, permitindo a transferência; ✔
 
- Botão da descarga posterior à bacia sanitária e de fácil acionamento; ✔
 
- Papeleira do tipo não embutida, alinhada à borda frontal da bacia sanitária; ✔
 
- Ao lado da papeleira está o mecanismo (caixa branca com botão vermelho), que deve ser acionado em situações de emergência. ✔


- Espelho em posição vertical, com inclinação de 10º (cadeirantes e anões podem ter boa visibilidade desta forma);
 
- Saboneteira (à esquerda do espelho) com altura e acionamento acessíveis;
 
- Presença de barra de apoio na mesma altura e junto ao lavatório;
 
- Presença de área de aproximação frontal ao lavatório, porém o mesmo não é suspenso e a proteção do sifão e da tubulação estende-se até o piso (a proteção deveria ser suspensa ou similar). /


Sala de cinema
 
- A sala de cinema possui assentos reservados para cadeirantes, com área de uso para acompanhantes;
 
- Apenas a primeira fileira possui assentos reservados. O deficiente físico não tem outras opções, pois a única forma de chegar até as demais fileiras é subindo as escadas (observe o quadrante direito da foto). Não há rampa ou equipamento de transporte vertical;
 
- Os assentos estão localizados em área de superfície horizontal;
 
- Ausência de assentos reservados para pessoas obesas (com largura equivalente a de dois assentos).


- Existe somente a sinalização visual, identificando a área reservada. Nenhuma sinalização tátil ou sonora indica a direção e localização dos assentos reservados; /
 
- Presença de saída de emergência (lado esquerdo da foto),  com sinalização visual de boa legibilidade;
 
- Piso regular, firme, e estável, porém não há superfície antiderrapante; /
 
- Os assentos reservados estavam localizados em uma rota acessível vinculada a uma rota de fuga.


- O ângulo visual dos espaços para pessoas com cadeira de rodas ultrapassa o ângulo de 30, formado a partir do limite superior da tela até a linha do horizonte visual com altura de 1,15 m do piso. A única forma de o cadeirante obter o alcance visual da tela do cinema é realizando uma hiperextensão cervical, uma situação desconfortável e com péssima visibilidade;
 
- O assento reservado para cadeirantes, por ser localizado na primeira fileira, deveria ter um recuo de no mínimo 30 cm de largura em relação ao assento do acompanhante;
 
- Os assentos reservados não estão distribuídos pelo recinto, como estabelece a NBR 9050, não garantindo conforto e boa visibilidade.


Comentários

Pudemos observar que o Cinemark atende muitos requisitos para uma boa Acessibilidade, mas peca gravemente no principal: "as salas de cinema". Neste dia, assistimos a um filme nacional, mas imagino a dificuldade que seria ler uma legenda de tão perto da tela, sem contar que fiquei com uma terrível dor no pescoço mesmo assim.
 
Vale a pena, também, ressaltar que já existem cinemas para cegos e surdos! Para quem nunca ouviu falar, faça uma busca no Youtube e conheça melhor.
 
Abraços e até a próxima!!!
 
 
Por Frederico Rios (cadeirante) e Maria Alice Furrer
 
Colaboradores: casal Graciela e Cláudio

Fotos: 13/01/2011
 

24 ideias sobre “Acessibilidade no Cinemark de Campo Grande

  1. Oieeeeeee Fred e Equipe Acessibilidade na Prática!
    Estava ansiosa para ler a análise de vocês sobre o Cinemark. Fui no final do ano passado e fiquei só observando se realmente o local tinha acessibilidade ou não, me chamou atenção a falta de opção para o cadeirante e o ângulo da primeira fila, nada confortável.
    Tenho aprendindo muito aqui com o blog, obrigada!
    Beijos
    Renata Cox

  2. Parabéns Equipe do blog Acessibilidade na Prática, os detalhes foram tão bem colocados e explicados, facilitando o nosso entendimento. Tenho aprendido muito com o blog. Sabe qual tem sido o efeito por aqui?Cada vez que vou em algum local fico analisando do ponto de vista da Acessibilidade. Há 2 anos minha visão já havia mudado, mas agora está mais forte ainda. Continuem, e eu fico daqui compartilhando o blog com os amigos e colegas. Abraço de luz para esta equipe tão especial.
    karla siqueira(kaka)
    fisioterapeuta em floripa

  3. Excelente POST! Parabéns!

    Essas avaliações mostra o quanto o Shopping Campo Grande e seu estacionamento e o Cinemark estão despreparados com a Acessibilidade!

    Fico indignado com o local oferecido e reservado para cadeirantes assistir filme, um absurdo!

    Vamos convidar o Gerente do Cinemark para assistir um filme de 03 horas de duração naquele local?! Descaso total!

    PS: Fred, vou baixar o filme Rede Social, bora assistir na sua casa?! Não tenho coragem em te convidar para assistir qualquer filme no Cinemark, dinheiro jogado fora na certa, não?

    Abraço!

  4. Faço das palavras acima, de Karla, as minhas. É exatamente esse o ponto do negócio! A informação que nos transmite conhecimento. Antes enxergávamos a questão da acessibilidade como algo importante mas um pouco distante de nós. Você com suas experiências nesse blog tem feito a gente participar, sentir na pele, vivenciar mesmo o que é a ACESSIBILIDADE ou a falta dela. Parabéns mesmo!

  5. Fred!!

    Que ótimo trabalho…
    Útil e muito interessante!!
    É muito importante que todos tenham essa conscientização, não só acessibilidade né… Mas, com certeza, seu trabalho vai ajudar muito!

    Parabéns!!

    Super abraço

    Flávia Archilha

  6. parabens MEU QUIRIDO e EQUIPE a visita foi um SUCESSO para o conhecimento e conscientizacao de todos…

    estamos aprendendo muito e nos policiando tb ne….

    abracos SAUDADES MEU QUIRIDO

    FLAVIA RENATA E ROGERIO

  7. É, Fred. O Cinemark é um caso sério, mesmo. Já tive vários problemas lá e o Pedro desistiu de assistir filmes no cinema há muito tempo. Já há um TAC-Termo de Ajustamento de Conduta assinado entre o Cinemark e o Ministério Público para as adequações. Mas parece que a inclinação com que foi construído o prédio está dificultando as reformas no padrão adequado. Tanto nós, do Fórum de Acessibilidade, quanto o MP já conversamos com os responsáveis pelo novo Shopping Norte Sul Plaza e esperamos que os cinemas de lá não cometam os mesmos erros do Cinemark.

  8. Adorei a matéria. Há muito tempo eu queria ver uma matéria sobre o local. É uma mistura de ótima acessibilidade com a frustração na sala de cinema. Parabéns pelo conteúdo da matéria, pois não deve ser fácil analisar todos os problemas e ainda sugerir soluções segundo as normas. Parabéns de novo!

  9. Concordo com o Rony, é um descaso!!! Nos parece q eles reservam os lugares apenas para se livrarem das autuaçoes cabíveis e ponto. Se houver fiscalização os lugares estao la!!! Com essa falta de vagas no estacionamento do shopping, muitas veses presenciei pessoas absolutamente normais, usando as vagas destinadas para os portadores de deficiência e o guardas que estão lá para fiscalizar de braços cruzados!!!! esta na hora de descruzarmos os braços e exigirmos providencias. Parabens Fred e equipe pelo trabalho!!!

  10. Fred, como sempre, sua percepção e esforço fazem de vc alguem unico. Fico muito feliz em ve-lo realizar um trabalho que é tão importante para muitas pessoas e vai sem duvida fazer a diferença para muitos. Uma sugestão para seu blog é Dourados.. Lá ta uma vergonha, inumeras vezes pior que Campo Grande, acessibilidade 0. Um forte abraço. Te admiro muito!! José Piveta

  11. Algumas das obras civis dentro das salas para melhorar a acessibilidade são complicadas de fazer pela forma como simplesmente "amontoam" a platéia. Fora isso, há algumas instalações que parecem adequadas, apesar do grande amadorismo que predomina na questão da acessibilidade no contexto brasileiro.

  12. Oiii primooo….todo o seu trabalho será com certeza muito analisa por todos que o lerem, detalhes que não si dá a importancia, passará a ter pra quem não observa….eu msm sou uma….Parabéns e continue na caminhada…
    abraços Adriana e Alex

  13. Oiiiii…pois é…dificil mesmo assistir qualquer coisa com a cabeça super inclinada para trás! Deveria ter um acesso interno para que o cadeirante pudesse entrar e assistir ao filme nas poltronas lá de cima!Já que as últimas tem o braço móvel,dando a possibilidade de deixar a poltrona maior..o cadeirante teria inclusive a opção de assistir ao filme na poltrona do cinema e não a sua própria.Essa poltrona poderia também servir para o obeso.Ele só chegaria lá muito ofegante e dificultaria sua saida rápida de dentro da sala…mas ainda é uma opção!
    Bjs

  14. FAla Fred, td blza??
    excelente post.. demorei pra comentar esse daqui mas to comentando..
    realmente o principal eles pecam feio..
    concordo com o Ronny, vamos chamar o gerente pra ver da primeira fileira…
    Uma sugestão.. poderia ver se o cine campo grande tem acessibilidade, pois podia fazer um comparativo…
    abraço
    fika com Deus

  15.  
     
     
    casal Graciela e Cláudio, 
    Frederico Rios e Maria Alice Furrer
    Uma bela aula de acessibilidade ! Há dois anos, porem nunca é tarde pra aprender e aplicar . Obrigado! Plautio
     

  16. Pingback: Acessibilidade no Cinépolis de Campo Grande | Acessibilidade na Prática

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>