DISQUE DENÚNCIA 156

Quem sofre com a falta de acessibilidade certamente já teve vontade de “botar a boca no trombone” diante de certas situações: vaga reservada ocupada indevidamente, rebaixamento de guia quebrado ou a falta dele, estacionamento sobre a calçada, estabelecimento sem acesso adequado, calçada quebrada e por aí vai. No entanto, como nosso país é especialista em burocracia, nos sentimos desmotivados  a defender nossos direitos, pois nem sempre é fácil mobilizar órgãos como Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual, Prefeitura Municipal e outros, apesar de alguns deles já contar inclusive com aplicativos de celular para isso.

 

 



O que pouca gente sabe é que, na maior parte das situações, é a Prefeitura quem tem meios de resolver esses problemas mais rapidamente, sejam questões estruturais ou infrações de trânsito. Na maioria das prefeituras brasileiras, especialmente nas capitais, as denúncias podem ser feitas pelo telefone 156.

Em Campo Grande mesmo, o 156 está apto a receber qualquer denúncia de falta ou desrespeito à acessibilidade, seja identificando-se ou anonimamente. Mesmo quando anônima, a denúncia recebe um número de protocolo, que pode ser consultado a qualquer momento para verificar o andamento da denúncia.

Não permita que seu direito à acessibilidade continue sendo desrespeitado. Denuncie!

Leia também:
Ambulift: uma luta para conseguir e uma briga para utilizar!
Pessoas com deficiência e os exames médicos do Detran


Frederico Rios



Fraldário do Prontomed Santa Casa

Como vimos num post anterior, o Prontomed é um centro de atendimento médico de convênios e particulares, e fica localizado na Santa Casa de Campo Grande (MS).

Hoje vamos conhecer aspectos de uma estrutura raramente planejada para ser utilizada por pessoas com deficiência: o fraldário. Confira!


A porta de acesso possui largura maior que a mínima exigida pela norma técnica, que é de 80 cm. 

Trata-se, aparentemente, de uma estrutura unissex, ou seja, tanto os papais quanto as mamães podem utilizar o local para trocar a fralda de seus filhos. 

A sinalização visual possui bom contraste de cores (letras brancas sobre fundo verde), mas está localizada a uma altura muito elevada (acima da porta). ✔

 

Não há sinalização tátil. 

 


Continue lendo

Sanitários acessíveis do Prontomed Santa Casa

O Prontomed, localizado na Santa Casa de Campo Grande (MS), é um centro de atendimento médico de convênios e particulares. Recentemente, essa área do hospital passou por reformas estruturais para melhor atender seus usuários, prometendo oferecer conforto, acessibilidade e boa mobilidade em todas as suas dependências.

Neste post, iremos conferir detalhes de dois sanitários acessíveis do prédio.


Nesta área há dois sanitários acessíveis lado a lado: um masculino e um feminino. No entanto, há uma só pia para atender os dois sanitários, localizada externamente a eles, em frente às portas. 

Espelho inclinado, permitindo boa visualização por cadeirantes e pessoas de baixa estatura. 

Torneira com acionamento tipo alavanca. 

Bancada com área livre inferior e lavatório com sifão flexível, permitindo a aproximação frontal. 

Continue lendo

Flagrante – Jonas de Mello (IV)

Leitor: Jonas Luiz de Mello Secchis
E-mail: [email protected]
Data das fotos: 02/02/2018
Local: Estacionamento do Shopping Norte Sul Plaza, Campo Grande – MS.
Descrição: Esses dois veículos (Sandero vermelho e HB20 preto) estacionaram indevidamente em vagas reservadas para pessoas com deficiência, mesmo havendo vagas outras vagas disponíveis, porém um pouco mais distantes da entrada do shopping. Por sorte, havia sobrado outra vaga reservada, na qual estacionei meu carro. Entrei em contato com a administração do shopping para denunciar o problema. Eles se desculparam pelo transtorno e prometeram tomar as providências necessárias.




Flagrante – Jonas de Mello (III)

Leitor: Jonas Luiz de Mello Secchis
E-mail: [email protected]
Data das fotos: 02/11/2017, sábado, às 14:00h.
Local: Estacionamento do Shopping Norte Sul Plaza, Campo Grande – MS.
Descrição: Mesmo depois de alertado por mim e pelo segurança do shopping, o motorista deste Celta prata, aparentando ter aproximadamente 25 anos, estacionou indevidamente nesta vaga reservada para pessoas com deficiência. Como não havia outra vaga reservada disponível, estacionei meu carro atrás do carro dele e entrei no shopping, retornando ao local apenas quando anunciaram a placa do meu carro no alto-falante. Dessa forma, me dirigi ao estacionamento, onde o jovem estava bastante nervoso por ter de me esperar. Disse a ele que, diante do fato, seria melhor chamarmos a CIPTRAN ou a AGENTRAN, o que fez com que ele entrasse imediatamente no seu carro e saísse passando por cima do meio fio. Restou ao segurança do shopping apenas se desculpar, dizendo que havia alertado o rapaz, o qual simplesmente ignorou o aviso.