Publicado em: 23.fevereiro.2017

Por: Acessibilidade na Prática

Em fevereiro de 2013, experimentei o Táxi Acessível em São Paulo e relatei minha experiência aqui no blog. Hoje, quatro anos depois, pouca coisa mudou no serviço, inclusive o número de veículos disponíveis, todos do modelo Doblò.

Para minha surpresa, em fevereiro de 2017, ao chamar o primeiro táxi disponível na frente do hotel onde estava hospedado em São Paulo, fui atendido por uma unidade do Táxi Preto Acessível, um novo serviço de táxi adaptado oferecido na cidade de São Paulo desde o início de 2016 (acho que só eu ainda não sabia da novidade 😀 ). 


2017-02-17 20.18.09

De acordo com os próprios motoristas, a cooperativa possui uma frota de aproximadamente 250 veículos modelo Spin, todos adaptados para transportar cadeirantes sem a necessidade de desmontar ou descer de suas cadeiras de rodas.


(mais…)

Leia Mais

Publicado em: 21.fevereiro.2017

Por: Acessibilidade na Prática

Seguidora: Mônica Borges
E-mail:[email protected]
Data da foto: 06/02/2017
Local: Rua Regente Lima e Silva, 200, Ferrazópolis, São Bernardo do Campo – SP.
Descrição: Esta é a frente de uma residência que foi alugada para montar uma oficina mecânica. Depois que o estabelecimento se instalou no local, não é mais possível andar pela calçada. Além disso, quando precisamos passar de carro pela rua, temos de esperar durante vários minutos até que alguém saia da oficina e retire o carro que está impedindo a passagem. Normalmente são mais de dez carros simultaneamente em conserto, colocados sobre a calçada e também na rua. A rua é estreita, e quando dois carros vêm em sentidos opostos, é uma verdadeira confusão. Cadeirantes não passam pela calçada de forma alguma. Minha filha estava nessa van escolar que aparece na foto, a qual ficou 15 minutos tentando passar pela rua, fazendo com que minha filha chegasse 10 minutos após o fechamento dos portões da escola. As vans não querem mais pegar nossos filhos por causa disso. Os caminhões de entrega não conseguem entrar na rua. Já fizemos várias reclamações, solicitamos presença policial inúmeras vezes e fizemos um abaixo-assinado (entregue a um vereador da cidade), mas ninguém resolve o problema. Está um verdadeiro caos!

IMG_20170208_185725

Leia Mais

Publicado em: 19.fevereiro.2017

Por: Acessibilidade na Prática

Seguidora (membro da equipe): Maria Alice Furrer Matos Rios
Twitter:[email protected]
Data da foto: 08/02/2017
Local: Loja da Vivo, Shopping Campo Grande, Campo Grande – MS.
Descrição: Banner alocado sobre o piso tátil da loja, atrapalhando a função do piso, que é a de guiar os deficientes visuais.

IMG_1324

Leia Mais

Publicado em: 15.fevereiro.2017

Por: Acessibilidade na Prática



rampa e escada

(mais…)

Leia Mais

Publicado em: 14.fevereiro.2017

Por: Acessibilidade na Prática

Seguidora (membro da equipe): Maria Alice Furrer Matos Rios
Twitter:[email protected]
Data da foto: 08/02/2017
Local: Shopping Campo Grande, Campo Grande – MS.
Descrição: Este trecho de calçada, localizado no entorno do shopping, encontra-se em boas condições de uso e possui piso tátil direcional para orientar os deficientes visuais, porém o piso tátil leva a “lugar nenhum”, ou seja, não foi instalado em todo o trecho da calçada.

IMG_1315

Leia Mais

Publicado em: 12.fevereiro.2017

Por: Acessibilidade na Prática

Seguidora (membro da equipe): Maria Alice Furrer Matos Rios
Twitter:[email protected]
Data da foto: 08/02/2017
Local: Shopping Campo Grande, Campo Grande – MS.
Descrição: Esta é uma das entradas do shopping, via loja C&A, onde existe apenas uma escada como opção de acesso, a qual não possui corrimão e nem sinalização.

IMG_1320

Leia Mais

Publicado em: 08.fevereiro.2017

Por: Acessibilidade na Prática

Dando continuidade à nossa série de posts sobre da Tok&Stok Campo Grande, hoje conheceremos alguns aspectos da circulação interna do estabelecimento.


entradaEsta foto ilustra a entrada da loja, numa visão de dentro para fora.

No lado esquerdo da foto, observamos um balcão sinalizado por uma placa com a palavra “recepção”. As letras da placa são grandes, legíveis e de cor branca, provocando um bom contraste com o fundo verde. No entanto, não há nenhuma sinalização tátil no local.

O balcão não possui rebaixamento, dificultando a aproximação de cadeirantes pessoas de baixa estatura. 

(mais…)

Leia Mais